Notícias Adventistas

Jovens fazem mutirão de ligações telefônicas e emocionam idosos da igreja

Juventude adventista demonstrou carinho aos idosos que não vão à igreja por conta da pandemia

Por Paulo Ribeiro 25 de março de 2021

Maria Samoel se emocionou com ligação de jovem da igreja.[Foto: João Samoel].

Desde março de 2020, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a pandemia do coronavírus, a dona Maria Samoel, de 69 anos, não vai mais à igreja. Mesmo com decretos mais flexíveis ela decidiu permanecer em casa durante todo esse tempo porque seu esposo é diabético, doença considerada fator de risco para quem contrai a covid-19, segundo autoridades de saúde.

Decidir ficar em casa não foi tarefa fácil para a Maria, pois ela sempre foi ativa na igreja, inclusive ocupando cargos de liderança por muitos anos. Durante esse longo período de isolamento social, ela assiste cultos pela internet, mas sente falta dos abraços, sorrisos, conversas e orações junto com as famílias da igreja.

Para amenizar essa saudade que a Maria e outras pessoas sentem dos encontros religiosos, os jovens das igrejas adventistas do distrito do Fátima, em Joinville, realizaram um mutirão de ligação telefônica na última semana. A juventude dizia palavras de carinho e a saudade que sentem dessas pessoas na igreja.

Entre essas pessoas que receberam o telefonema, estava a dona Maria Samoel – citada anteriormente na matéria. A idosa recebeu a ligação quando preparava o almoço. Ela rapidamente atendeu a ligação. Quem ligou para ela foi a Elisangela de Souza, uma das organizadoras da ação social.

Ligação que “abraça”

A reação não poderia ser diferente, a dona Maria se encheu de emoção ao conversar ao telefone.”Eu até chorei na hora. Naquele mesmo dia eu havia sonhado que a Elisangela tinha me ligado”, emociona a idosa.

Ainda de acordo com a Maria, receber mensagens de texto ou áudio por aplicativos de mensagens são importantes, mas a ligação telefônica é ainda mais gratificante porque é possível conversar simultaneamente e se sentir mais “abraçada”.

Segundo a líder local dos voluntários, a Elisangela de Souza, o cuidado com as pessoas dos grupos de risco da igreja vão além do mutirão de ligações. A juventude já escreveu cartas à mão, entregou bombons e cestas de frutas nos portões das casas deles.

Outras ações

Os jovens das igrejas adventistas do distrito do Fátima, em Joinville, também realizaram outras iniciativas sociais na semana passada, entre elas, estão: doação de 45 bolsas de sangue para o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) e uma campanha de oração. Todas as mobilizações ocorreram em comemoração ao Dia Mundial do Jovem Adventista (Global Youth Day).

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox