Notícias Adventistas

Jovens distribuem sopa para moradores de rua em Santa Maria

Fiéis dedicam madrugadas para mudar vida de pessoas em situação de risco.

28 de julho de 2015
Morador de rua é abordado por adventistas em Santa Maria (RS).

Morador de rua é abordado por adventistas em Santa Maria (RS).

Santa Maria, RS… [ASN] Pessoas que tiveram de abrir mão de tudo o que tinham pelos mais diversos motivos para viver na rua. Essa é uma realidade carimbada no cotidiano das grandes e médias cidades brasileiras. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem hoje de 0,6 a 1% de sua população vivendo em ruas, avenidas, cruzamentos, pontes e viadutos. Além disso, o fato de grande parte dessa parcela da população não ter recursos para se alimentar adequadamente torna a situação ainda mais preocupante.

Pensando em amenizar os efeitos de uma vida em situação de grave risco, fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, dedicaram a madrugada do último sábado (25) para realizar o Sopão solidário, projeto que tem como objetivo distribuir alimentos às pessoas que vivem nas calçadas da região central da cidade.

A entrega começou por volta das 11h da manhã. Os fiéis da IASD do bairro Parque Pinheiro Machado e Tancredo Neves faziam uma abordagem delicada com os moradores e, em seguida, ofereciam os alimentos. Segundo Joceli Padilha, líder do Ministério Jovem da igreja, a atividade é fruto de uma vontade de fazer a diferença na vida dessas pessoas. “Há semanas nós estávamos pensando em fazer algum tipo de trabalho que cause um bom impacto na sociedade. Daí uma das nossas jovens teve a ideia de distribuirmos sopa para essas pessoas necessitadas. Lançamos a ideia e imediatamente tivemos apoio dos outros fiéis”, explica.

Leia mais:

Já para Daniela Padilha, esposa de Joceli e uma das organizadoras do projeto, o objetivo central é que este seja um trabalho contínuo de impacto social e mudança de vida para os moradores das calçadas. “Nosso trabalho não se resume apenas a uma entrega de sopa. Estamos construindo parceria com a Casa de Passagem para que eles sejam convencidos de que o melhor para eles é sair da rua e se reintegrar à sociedade. Queremos mostrar que eles são pessoas importantes e que ainda existe esperança. Por isso nós também estamos entregando roupas, cobertores e materiais de higiene”, pontua.

Daniela se diz emocionada com os efeitos imediatos que o trabalho desempenhado por eles está fazendo na vida dos moradores de rua de Santa Maria. “Olhar essas pessoas e as lágrimas escorrendo do rosto delas por estarem felizes com nossa presença, não tem preço que pague. Estamos percebendo que mudanças reais estão acontecendo na vida deles. Nossa ideia é que, num futuro bem próximo, eles sejam encaminhados para o mercado de trabalho e assim não precisando mais viver nessas calçadas geladas”, afirma de maneira confiante.

Para Joceli Padilha, o objetivo maior desse trabalho é levar o amor de Cristo para eles de uma forma totalmente prática. Já para Daniela, ajudá-los faz parte da própria essência do cristianismo. “Ser cristão não significa sentar no banco de uma igreja, ser cristão é não fechar os olhos para toda essa miséria que nos cerca. Não podemos deixar essas pessoas padecerem sem esperança e ajuda. Elas precisam de nós”, apela. [Equipe ASN, Douglas Pessoa]

Veja mais imagens do Sopão Solidário: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox