Notícias Adventistas

Igrejas no Sul do Paraná lutam contra a violência através do Quebrando o Silêncio

O Quebrando o Silêncio aconteceu no sábado, 23 de agosto, em todo Brasil. Com o objetivo de combater e conscientizar a população sobre a violência

28 de agosto de 2014
É a primeira vez que Quatro Barras recebe o projeto Quebrando o Silêncio na cidade

É a primeira vez que Quatro Barras recebe o projeto Quebrando o Silêncio na cidade

Curitiba, PR… [ASN] O projeto Quebrando o Silêncio, promovido pela Igreja Adventista em oito países da América do Sul, ganhou mais uma edição no último sábado, 23 de agosto. A campanha que luta contra a violência e abuso, realiza diversos tipos de ações a fim de alertar, conscientizar a população e incentivar as vítimas a denunciar o agressor. No Sul do Paraná, várias igrejas abraçaram essa causa e desenvolveram atividades em sua comunidade local, trazendo benefícios não só para os moradores, mas também para a própria igreja.

“A hora em que a igreja vê a responsabilidade que ela tem junto a comunidade, o projeto se torna uma benção. Nós podemos ajudar as pessoas dessa forma e ainda apresentar a igreja para elas”, declara a líder do Ministério da Mulher no Sul do Paraná, Keila Marques.

Em Quatro Barras, a campanha foi antecipada para o dia 16 de agosto. A cidade recebeu, pela primeira vez, uma grande passeata envolvendo cerca de 800 voluntários. O percurso foi acompanhado por um trio elétrico e teve a participação da Turma do Nosso Amiguinho, da fanfarra dos Clubes de Desbravadores e também de dois colégios estaduais da cidade, que receberam palestras durante a semana sobre diversos assuntos que envolvem violência.

“Esse projeto veio para trazer melhorias. Tivemos todo o apoio da Prefeitura de Quatro Barras e de suas Secretarias. Devemos dizer não à violência!”, declara a organizadora do evento, Rejane Mensor.

Passeata e tenda de oração atraíram interessados em estudar a Bíblia

Passeata e tenda de oração atraíram interessados em estudar a Bíblia

No bairro Planta São Marcos, em São José dos Pinhais, a movimentação a favor da paz também foi em formato de passeata. Fiéis da igreja local e o Clube de Desbravadores junto a Escola Estadual Chico Mendes circularam as ruas da região, a fim de impactar e conscientizar a comunidade.

Leia também:

Já no centro de São José dos Pinhais, outro grupo também se mobilizou. Além da passeata, os voluntários montaram uma tenda de oração no calçadão da Rua Quinze de Novembro, uma das mais movimentadas da cidade, onde puderam orar e cantar com os pedestres.

Algumas igrejas realizarão suas ações no próximo sábado, 30 de agosto.

Estatísticas – Segundo a ONU, Organização das Nações Unidas, 7 em cada 10 mulheres no mundo foram ou serão violentadas em algum momento da vida. Sem contar que a cada cinco minutos, uma mulher é agredida, segundo pesquisa do Instituto Avon. Essa situação dá ao Brasil o 7o lugar entre os países que mais possuem mulheres mortas devido a essa realidade.

E as crianças também são afetadas:  a agressão sexual é o segundo tipo de violência mais praticado com crianças de até nove anos de idade, segundo uma pesquisa do Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA), do Ministério da Saúde. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox