Notícias Adventistas

Igreja promove passeata contra a violência em Várzea Grande

Fiéis percorreram as principais ruas do bairro Cristo Rei, região metropolitana de Cuiabá.

Por Dayane Nascimento 30 de junho de 2015
IMG_0042

A passeata promovida no sábado (27), pela Igreja Adventista do bairro Cristo Rei, região metropolitana de Cuiabá, faz parte do projeto Quebrando o Silêncio que é realizado anualmente em toda a América do Sul.

Cuiabá, MT… [ASN] Os dados alarmantes relacionados à violência doméstica contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos levaram centenas de fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia a promoverem uma passeata pelas ruas do bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, na manhã do último sábado (27). A ação faz parte do projeto Quebrando o Silêncio que é realizado anualmente pela igreja em toda a América do Sul.

O pastor Everaldo de Souza Oliveira aponta o amor como principal motivo para a campanha. “A gente percebe um número crescente da violência, sem falar dos altos índices da exploração sexual. Como pais, nos colocamos no lugar dessas pessoas e entendemos que não podemos ficar calados. Por isso a igreja decidiu vir às ruas para dizer à comunidade que tem como denunciar, que existem meios para ajudar a combater todo tipo de abuso”, destaca.

Para Elda Magalhães Martins, vice-líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista do bairro Cristo Rei, o projeto é realizado apenas uma vez ao ano, mas a conscientização precisa existir o tempo todo. “Nós temos que dar às pessoas, principalmente às mulheres, todo o nosso apoio nos momentos de dificuldades. O Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Sétimo Dia tem exatamente esse papel: ajudar as pessoas que estão passando por problemas”.

Somente de janeiro a junho do ano passado, mais de três mil mulheres registraram boletins de ocorrência contra a violência doméstica em Cuiabá e Várzea Grande, segundo as delegacias especializadas das duas cidades. Situações como estas motivaram Zeni Nogueira Oliveira do Nascimento a participar da passeata. “Deixamos a igreja nesta manhã de sábado por uma boa causa: chamar a atenção das pessoas para o que tem acontecido na sociedade”, destaca. “Estamos nos colocando ao lado da sociedade como parceiros”, reforça outro participante, Geovane Renfro.

Diversos livros e revistas específicos do projeto foram distribuídos. Rúbia Cristiane Gomes de Siqueira Renfro, líder do Ministério da Mulher da Igreja Aventista do bairro Cristo Rei, explica que a Igreja Adventista sugere como tema para o Quebrando o Silêncio deste ano a pornografia. “O amor nos motiva a mostrar às pessoas as consequências desse problema social”, pontua.

A passeata teve o apoio da Base Comunitária da Polícia Militar e da Subprefeitura do Cristo Rei. “É um movimento que vem ao encontro das necessidades do povo aqui da nossa região. Diversas pessoas da nossa equipe se disponibilizaram e fizeram questão de estar aqui, apoiando esta causa”, comenta o subprefeito do bairro Cristo Rei, Ider Jacintho da Silva.

Quebrando o Silêncio

O Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a violência responde por aproximadamente 7% de todas as mortes de mulheres entre 15 e 44 anos no mundo. Em alguns países, até 69% das mulheres relatam terem sido agredidas fisicamente e 47% declaram que sua primeira relação sexual foi forçada. Por isso, o projeto tem como objetivo prevenir e combater a violência contra crianças, mulheres e idosos, além de orientar as vítimas na busca de ajuda dos órgãos competentes, quebrando assim o ciclo de violência. [Equipe ASN, Dayane Nascimento]

Confira a galeria de fotos e o vídeo com os melhores momentos da ação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox