Notícias Adventistas

Igreja adventista promove entrega de presentes para crianças de comunidade carente

A ação contou com a colaboração de cerca de 52 voluntários que apadrinharam crianças da igreja e da comunidade garantindo que o Dia das Crianças não passasse em branco.

Por Jordana Graci 13 de outubro de 2020

A escolha dos brinquedos na hora da compra foi baseada na faixa etária de cada criança Imagem: Jordana Graci

Quanto vale o sorriso de uma criança? Apesar de essa ser uma expressão espontânea na infância, a criançada tem sentido a tensão dos pais e familiares que lutam contra os efeitos da pandemia.  Sem aulas presenciais e vida social, as oportunidades de diversão também diminuíram, portanto, é fácil concluir que o isolamento social também trouxe um fardo pesado para a garotada. A fim de tornar esse período mais leve e alegre a Igreja Adventista Vila Ipê organizou uma entrega de presentes, em comemoração ao Dia das Crianças.

Meninos e meninas em situação de vulnerabilidade social, da própria comunidade onde o templo está inserido, foram beneficiados pela ação. As doações para o projeto foram realizadas por um grupo de voluntários que topou apadrinhar e tornar esse dia especial para cerca de 52 crianças. A iniciativa aconteceu no último domingo, 11, com a distribuição de brinquedos, algodão doce e pipoca, além disso, a Turma do Nosso Amiguinho marcou presença e garantiu a diversão dos participantes.

Ação foi realizada ao ar livre respeitando protocolos de segurança sanitária para evitar contaminações por Covid-19 Imagem: Giovane Rosa

Bastidores da mobilização

Segundo o pastor e organizador da ação, Gerson Marques, a igreja precisa fazer a diferença na sociedade. “Eu vejo que a parte social é muito importante para quebrar preconceitos, para abrir portas. Pessoas que nunca entraram aqui, hoje entraram, receberam uma oração, estão levando literaturas. O objetivo é tornar a igreja e o evangelho de Cristo conhecidos.”

Para a voluntária Lidiane de Souza, participar da mobilização organizada pela igreja foi uma oportunidade de levar alegria. “A gente é mãe e conhece o sentimento de uma criança quando ela ganha um presente. Eu gosto de presentear e apadrinhei uma menina de 6 anos, espero que ela goste do presente”, conta a madrinha, que além do brinquedo, fez questão de presentear um vestido.

De acordo com outra organizadora do evento, Janaína de Lima, o plano foi bem sucedido e para chegar nesse resultado, o primeiro passo foi ir em busca dos padrinhos através das redes sociais e via telefone. “Depois de conseguir os padrinhos, fomos atrás das crianças carentes, algumas da igreja e outras da redondeza”, detalha. Com o presente garantido, sobraram sorrisos e expressões de alegria.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox