Notícias Adventistas

Igreja Adventista do Sétimo Dia atua na ressocialização de apenados na Lei Maria da Penha

16 de junho de 2015

Pastor Charles (primeiro da esquerda) junto com um grupo atendido pelo programa

A Secretaria Municipal da Ação Social do município de Lagarto no Centro-Sul do estado de Sergipe em parceria com a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) realizam um programa de reabilitação social com homens denunciados por infringirem a Lei 11.340, também conhecida como Lei Maria da Penha. Lei que discorre contra o abuso e violência doméstica.

Ao tomar conhecimento do projeto Quebrando o Silêncio, desenvolvido pela IASD em toda a América do Sul, a secretaria municipal solicitou que a igreja participasse de forma ativa no programa realizado pelo poder público. “Fomos convidados a participar com palestras de orientação baseadas nos materiais desenvolvidos pela igreja para o projeto Quebrando o Silêncio. Além disso, foi-nos solicitado que utilizássemos a Bíblia nos encontros com esse grupo formado por cerca de 20 homens”, afirma o pastor Charles Rhobson, responsável da igreja no programa.

As mulheres que sofreram o abuso também são atendidas por assistentes sociais, psicólogos e pelo pastor. Os resultados já começam a aparecer. No último encontro, um homem participante de encontros anteriores, que preferiu não ser identificado, deu testemunho de quão importante foi para ele ter participado da reabilitação. De acordo com o pastor Charles, essa interação mostra que a Igreja Adventista do Sétimo já é reconhecida pelo relevante trabalho social que desenvolve em diversas áreas.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox