Notícias Adventistas

Igreja Adventista discute suicídio nas escolas de MG

Campanha Quebrando o Silêncio em BH, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste de Minas visa dialogar com adolescentes

27 de agosto de 2018

Leonardo Saimon

Campanha Quebrando o Silêncio em MG aposta em diálogo com adolescentes

O Ministério da Saúde estima que 11 mil pessoas tiram a própria vida anualmente no Brasil. Em 2017, por exemplo, o suicídio foi a quarta maior causa de mortes entre jovens com idade de 15 a 29 anos. A situação tem se agravado ano após ano e o país assiste suas taxas de mortalidade por suicídio crescer. A Igreja Adventista do Sétimo Dia (Iasd) em todo o território nacional por meio da campanha Quebrando o Silêncio pautou o tema este ano com o intuito de trazer maior diálogo sobre o assunto através de diversas ações.

Em Minas Gerais, mas especificamente nas regiões Central, Centro-Oeste e Triângulo Mineiro, mais de 200 igrejas se mobilizam para discutir o tema nas escolas públicas e privadas. Ao todo, serão distribuídos durante a campanha  60 mil revistas para crianças e 20 mil materiais voltados para os adolescentes. Este território é administrado pela Sede Administrativa da Igreja Adventista conhecida como Associação Mineira Central (AMC).

“O Quebrando o Silêncio tem se mostrado cada vez mais relevante socialmente uma vez que discute temas muito pertinentes às realidades sociais. Neste ano, ele trouxe um tema que quebra tabus e que precisa ser discutido”, analisa a líder do Ministério da Mulher e responsável pelo projeto na região, Rita Hirle. Ela reitera a necessidade da prevenção e do acolhimento de pessoas que enfrentam esta realidade.

No dia 25 de agosto, dia oficial do Quebrando o Silêncio, diversas escolas abrigaram especialistas e profissionais da Saúde para falar sobre o tema. Rita reforça que em 2018 a Igreja Adventista para a região de Belo Horizonte, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste de Minas resolveu apostar no diálogo junto aos colégios.

“Temos presenciado os altos índices de suicídio entre os jovens. Por isso buscamos ir nas escolas porque é onde está esse público”, corrobora.

Algumas igrejas também realizaram Feiras de Saúde e passeatas pontuais. Isso porque cada igreja adequou a data e o formato do desenvolvimento do projeto à sua realidade.

Diálogo com adultos

Não somente as crianças e adolescentes estão na mira da campanha. Uma vez que as taxas de suicídio entre os adultos também são preocupantes, o Quebrando o Silêncio também tem disponibilizado material para alcançar esse público. 45 mil revistas e 180 mil panfletos deverão ser entregues na região da Associação Mineira Central.

CVV

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone – número 188 – email e chat 24 horas todos os dias.

Confira fotos dos projetos em diversos pontos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox