Notícias Adventistas

Funcionários de escritório adventista montam brinquedoteca em BH

Ação beneficia 12 crianças de uma das casas de acolhimento coordenadas pela ADRA em Minas Gerais

Por Leonardo Saimon 19 de dezembro de 2018

Brinquedoteca da Casa Esperança foi construída pelos colaboradores do escritório adventista em BH | Foto: Arquivo

Isabelle Moreira, de 9 anos, não consegue conter as lágrimas que escorrem em seu rosto. Ao ouvir as canções que retratam a história de Jesus, a emoção toma conta. Rapidamente, ela é abraçada por um dos funcionários do escritório adventista em Belo Horizonte. Depois das apresentações, Isabelle faz questão de agradecer o gesto da equipe. A voz vai afinando a medida que se emociona. No fim, o local é tomado por uma atmosfera de sensibilidade.

Conversamos com Isabelle pra saber o que se passava naquele momento.

“Eu pensei que esse dia seria o dia que iria transformar a minha vida”, conta. Isabelle se põe a falar e as palavras que saem do coração denunciam um sentimento: gratidão.

Maria Luiza Nativo, de 10 anos, diz se sentir comovida com tudo o que foi feito durante a noite da última terça-feira (18). “Eu senti uma emoção muito forte. Me fez chorar em todas elas [as músicas]”, garante.

Isabelle Moreira tem nove anos e é uma das crianças presenteadas na ação | Foto: Joelton Oliveira

Esperança na Casa 9 

A casa é verde com muros altos. A primeira vista o local parece ser mais uma residência como outra qualquer no bairro Campo Alegre, em Belo Horizonte. Acontece que a Casa 9, mantida pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) regional Minas Gerais, tem como nome Casa Esperança. O local acolhe 12 meninas, entre 6 e 12 anos, que vivem em situação de vulnerabilidade na família.

Nesta terça-feira (18), colaboradores do escritório adventista para a região Central de Minas Gerais (Associação Mineira Central) surpreenderam as garotas. Elas ganharam de presente uma brinquedoteca numa área que antes abrigava uma garagem desgastada e sem utilidade. Mas essa foi a cereja do bolo. A casa passou por reparos e os colaboradores ajudaram como podiam. Pintando, confeccionando, decorando e contribuindo financeiramente para que o projeto fosse executado com primazia. Além disso, os funcionários preparam uma mini cantata e uma ceia especial como pede uma boa festa natalina.

“Esse é um projeto que estamos executando pelo segundo ano seguido. É sempre uma satisfação poder cumprir a missão fora do nosso prédio. De repente, ao fazer uma ação como essa, percebemos o quanto podemos fazer a diferença na vida de pessoas que tanto precisam da nossa atenção”, explica o diretor financeiro do escritório, Silvanio Zahn.

Não apenas a estrutura da Casa Esperança foi presenteada com as mudanças. Mas as meninas também ganharam seus mimos. Há algumas semanas, cada uma delas mandou uma carta sugerindo um presente de Natal. Durante o culto do escritório, os funcionários não apenas receberam as correspondências como conheceram a realidade da casa e suas necessidades. No grande dia da festa, cada uma ganhou um presente.  E agora, a Casa 9 e seus moradores vão ter um Natal bem diferente. Colorido e feliz.

“Queremos seguir os passos de Jesus. E esse projeto mostra que devemos fazer outras ações semelhantes no decorrer do ano também. Porque essas crianças abrigam em si a necessidade que todo ser humano tem que é de se relacionar e ser acolhido”, declara o presidente da Associação Mineira Central, pastor José Marcos de Oliveira.

Veja mais: 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox