Notícias Adventistas

Evangelismo da amizade é fortalecido em quadra de basquete

Na quadra de basquete, time evangelístico encontra oportunidades para falar de Deus e dos ensinamentos bíblicos a grupos diferentes.

Por Tamara Michalenko Terry 5 de dezembro de 2018

Time está preocupado em criar ambiente propício para relacionamentos e estudos da Bíblia. Foto: Southwestern Union Record

Salomon Espinoza queria criar um ministério que unisse os jovens. Como novo pastor de jovens no Texas, Estados Unidos, em 2011, ele teve uma ideia. Pediu aos membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Richardson para se unir a ele em oração. Isso incluía um membro da igreja chamado Lee Batton. E a ideia era começar um programa de basquete como ministério de pequenos grupos.

O diretor de evangelismo da Associação do Texas, Dan Serns, era o pastor sênior da igreja de Richardson quando o ministério de basquete começou. “Acreditamos que pequenos grupos são importantes para ajudar as pessoas a se sentirem conectadas”, disse ele. “Então, gostamos da criatividade dos membros que pensam fora da caixa e criam pequenos grupos nos quais as pessoas se sentem animadas em participar”.

Leia também:

Atleta profissional usa o esporte para falar de Deus

Depois de receber a aprovação para iniciar o grupo, Espinoza foi desafiado a encontrar um lugar gratuito para jogar. Então seu pequeno grupo continuou a orar. O pastor de jovens vivia em um complexo de apartamentos com uma quadra coberta que o grupo podia usar. Com o calor do verão, o basquete numa quadra coberta atraiu mais pessoas. Não querendo que fosse apenas um momento de basquete, a equipe criou um devocional antes das três horas de basquete.

“Como estávamos em um complexo de apartamentos, o ginásio era aberto a todos”, explicou Batton. “Alguns dos inquilinos descobriram que havia um grupo jogando basquete depois de um devocional espiritual todos os domingos pela manhã, e decidiram se juntar a nós.”

Da juventude da igreja para a comunidade

 O que começou como um ministério para a juventude da igreja rapidamente se tornou uma forma de ministrar aos membros da comunidade também. “Até ajudamos duas pessoas com problemas familiares. Por meio de oração e amizade, elas foram capazes de resolver as coisas.”

Dois anos após o início do grupo, Espinoza deixou a igreja de Richardson para continuar seus estudos de Teologia. Batton sabia que era um ministério que precisava continuar. “O grupo [de Richardson] proporcionou um lugar para jogar basquete que não tinha os palavrões ou as brigas frequentemente encontradas em outros lugares”, disse Serns.

Como Espinoza não estava mais morando no complexo de apartamentos, o grupo teve que encontrar outro lugar para jogar. A Academia Adventista do Norte de Dallas, em Richardson, permitiu que o grupo usasse sua quadra externa, mas o sol e a chuva limitavam seus encontros para jogar.

Conhecer as pessoas onde elas estão

Michael Johnson, membro da igreja de Richardson, juntou-se ao grupo de basquete enquanto eles se encontravam ao ar livre. “Estava calor, mas mesmo assim eles vinham jogar basquete e participar das discussões do pequeno grupo. O grupo é muito mais do que pessoas jogando bola. Para alguns caras que não frequentam nenhuma igreja, essa é a igreja semanal deles.”

Quando um dos membros da igreja visitou a Primeira Igreja Adventista do Sétimo Dia de Dallas, Texas, ele notou um ginásio. “Deus nos abençoou novamente”, disse Batton. O ministério de basquete de Richardson pôde se encontrar na Primeira Igreja de Dallas, desta vez mudando as coisas e tendo o devocional no intervalo do jogo. “Temos uma ótima conversa sobre Deus enquanto lemos e estudamos a Bíblia”, contou Batton. “Alguns dos caras disseram que precisavam desse tempo para compartilhar sua experiência com os outros. Alguns disseram que a oração é o que eles precisavam.”

Em 2017, Stephen Gamallo tornou-se pastor da igreja de Richardson. Seu amor pela juventude e um gosto pelo basquete foi apenas o incentivo necessário para continuar este ministério. “Eu nunca tinha visto um ministério como este, onde a comunidade estava tão envolvida”, disse Gamallo.

Em dezembro de 2017, o grupo se mudou para a quadra de basquete que faz parte do novo Centro de Vida em Família da Igreja de Richardson. “É bom poder jogar qualquer dia da semana”, disse Batton. Jogar nas novas instalações aumentou o número de participantes. “Alguns dos jogadores de basquete até chegam a falar sobre se encontrar para almoçar”, acrescentou Gamallo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox