Notícias Adventistas

Em lembrança ao Dia da Árvore, Desbravadores realizam o plantio de mudas

Seis espécies de árvores foram plantas ao longo do Parque Gericinó em Nilópolis, RJ.

Por Andréia Kals 7 de outubro de 2020

Todo ano os desbravadores participam deste projeto junto a Prefeitura de Nilópolis para aprendizado, socialização e manutenção junto ao meio ambiente. [Foto: Divulgação]

Em comemoração ao Dia da Árvore, celebrado no dia 21 do mês de setembro, representantes do Clube de Desbravadores e Aventureiros da Igreja Adventista na região sul do Rio de Janeiro, realizaram no dia 27, o plantio de 60 mudas de árvores das espécies Aroeira, Sibipiruna, Ipê, Pau Ferro e Mirindiba, no Parque Gericinó em Nilópolis, RJ.

A ação, que acontece todos os anos, desde 2018, teve, desta vez, um número reduzido a 40 voluntários, devido os cuidados necessários em virtude da pandemia atual. Esta redução, entretanto, não diminui a relevância da atividade para a comunidade local.

“Nós temos esta busca por zelar, cuidar da terra em que a gente vive, então nos sentimos bem representados por vocês”, contou a secretária do Meio Ambiente de Nilópolis, Martha Chambarelli, em conversa com os desbravadores. “Sintam-se abraçados pois estão em nossos corações, nas nossas lembranças. Obrigada pela presença e vamos ao plantio”, completou.

 

Segundo o biólogo Rafael Dellamare, esta ação tornou-se ainda mais relevante neste momento, em que o país e outros lugares do mundo, estão sofrendo com as queimadas. “Esta é a semana do dia da árvore, justamente numa fase em que o nosso país está sofrendo com queimadas que estão afetando a biodiversidade. E esse calor que a gente sente hoje aqui, se Deus quiser, daqui 5 ou 10 anos, será atenuado por conta do legado que este grupo está deixando neste lugar. Muitos aqui são jovens, verão essas árvores crescerem, e daqui uns 10 a 15 anos, vão trazer seus filhos passear abaixo desta sombra. Esse é um privilégio que eu tenho tido ao longo destes anos que trabalho com isso”, explicou.

Adriano Santos, coordenador do Clube de Desbravadores nesta região, concorda que esta ação deixa um legado no local. “As árvores que temos hoje foram plantadas pela geração passada, se queremos deixar um bom legado para as próximas gerações, então, devemos começar dando exemplo no cuidado com o meio ambiente e a natureza. O plantio de mudas no Parque do Gericinó ficará como um legado desta geração de crianças e adolescentes que se preocuparam em fazer do mundo um lugar melhor”, reflete.

“Enquanto alguns queimam, nós plantamos e contribuímos para ter um mundo melhor, pois as árvores reduzem poluição sonora e os ventos, mantendo umidade do ar e chuvas regulares”, continua. “Elas fornecem base para produtos como medicamentos e chás, além de frutas, flores, sementes e madeira. Promovem saúde dos solos e evitam erosão com suas raízes”, conclui Santos.

Galeria de imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox