Notícias Adventistas

Em Camboriú, ação solidária resultará em sete batismos em setembro

Parceria com supermercado local tem feito a diferença para ajudar o próximo e apresentar Jesus como Salvador

Por Daniel Gonçalves 13 de agosto de 2019

Crianças e adultos estão estudando a Bíblia com os adventistas de Camboriú

O forte trabalho solidário dos adventistas de Camboriú (SC) estará tendo os primeiros frutos missionários no próximo Batismo da Primavera. Até o momento sete pessoas já se comprometeram a serem batizadas na data festiva, de um total de 30 que estão estudando a Bíblia. A maioria dessas pessoas reside no bairro Monte Alegre. Esse alcance tem sido viabilizado através da parceria com um supermercado do município.

Tudo começou no início do ano quando um supermercado da cidade cedeu dois dias por semana para os adventistas arrecadarem alimentos na entrada do estabelecimento. “O supermercado Schmitz viu nossa seriedade e permitiu que arrecadássemos donativos. Por isso, deixamos cada igreja do distrito responsável por um mês. Todos estão fazendo sua parte”, explica o pastor Junior Paiva, distrital.

A demanda de alimentos foi grande. Por isso, os donativos começaram a ser centralizados na igreja central e distribuídos uma vez por mês para pessoas carentes nas igrejas do distrito. “Tudo está sendo feito com cuidado, cadastrando as pessoas e as visitando em seus lares para atestarmos a condição de pobreza. Essa ação permitiu não faltar alimentos no distrito, visto que todo mês tem arrecadação”, acrescenta Paiva.

O bairro Monte Alegre é o mais necessitado e foi lá que surgiu a primeira classe bíblica do projeto. “Desde o mês de maio iniciamos classes bíblicas para adultos e crianças neste bairro. As pessoas entendem o nosso amor por elas e querem entender de onde vem essa compaixão. Por isso, hoje temos 30 pessoas estudando a Bíblia e até o momento 7 delas já pediram o batismo”, comenta o pastor distrital.

A expectativa é que no mês de setembro ainda inicie no bairro Monte Alegre oficinas de artesanato para os moradores gerarem uma renda extra. “O distrito estava sem tanta agitação missionária e projetos como esse estão dinamizando os adventistas. Em cada reunião a maior parte das igrejas se movimenta para ajudar e isso tem isso um dos maiores retornos”, conclui Paiva.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox