Notícias Adventistas

Desperdício de água vira tema de experimento social em Copacabana

Alunos do Colégio Adventista da Tijuca falaram sobre desperdício de água.

2 de abril de 2018

Por Douglas Pessoa

Ação aconteceu na Avenida Atlântica, na Zona Sul.

Indispensável para a manutenção da vida humana, a disponibilidade de água potável tem sido alvo de debates em todo o mundo. Um dos motivos é o fato de regiões inteiras do globo estão correndo risco de simplesmente não ter mais acesso a ela. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), a escassez de água já afeta 40% da população de globo de forma direta ou indireta. Ou seja, quase metade da população não tem acesso satisfatório à agua para suas necessidades básicas. O relatório da ONU também inclui áreas que têm sofrido com secas históricas e crises momentâneas de desabastecimento, como a Califórnia, o Nordeste brasileiro e a África do Sul.

Uma das maneiras de ajudar a amenizar essa situação quase calamitosa tem sido o uso racional e econômico do recurso hídrico. Por esse motivo alunos do Colégio Adventista da Tijuca (CAT), no Rio de Janeiro, dedicaram a tarde da última segunda-feira de março (26) para conscientizar a população sobre o desperdício do líquido precioso. Eles foram para o calçadão da praia de Copacabana, na Zona Sul, e fizeram uma experimento social que chamou a atenção de cariocas e turistas. Usando cartazes e distribuíndo copos de água, os jovens estudantes convidaram as pessoas a colocar em prática maneiras de evitar o desperdício.

Alunas entregam livros em Copacabana.

Enquanto alguns alunos alertavam os motoristas no semáforo, outro grupo se concentrou no calçadão e montou um chuveiro com linhas de silicone presas no alto. Ou seja, qualquer pessoa que passasse imaginaria que o objeto era um chuveiro ligado e teria o instinto natural de desligar. No entanto, ao notar que não era aquilo que pensava, os alunos se aproximavam da pessoa e explicavam a presença do falso chuveiro no calçadão. “Nós viemos aqui para conscientizar a sociedade para que eles entendam que a economia da água é essencial para a nossa vida. Queremos trazer um aprendizado para os nossos alunos e para a população criando uma conscientização eficaz”, explica Janete Hahn Coutinho, coordenadora e responsável pela ação.

Esse não foi o primeiro trabalho de conscientização socil feito pelos alunos do CAT. A jovem Alice Basílio, estudante do ensino médio, contou que essa foi a sua terceira participação e considera o assunto muito relevante. “A água é um detalhe extremamente importante, pois a gente sabe que ela pode vir a faltar. Já é o terceiro ano que faço isso e pra mim é sempre satisfatório conscientizar as pessoas e também levar um pouquinho de esperança”, conta. A esperança na qual Alice se refere são os exemplares do livro missionário do ano que foram entregues juntamente com os copos de água em Copacabana.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox