Notícias Adventistas

Costureiras de esperança: projeto pretende confeccionar e doar mais de cinco mil máscaras

Já foram doadas mais de mil unidades no sul de Rondônia

Por Aline Paulino 27 de maio de 2020

Entrega de 180 unidades na Secretaria Municipal de Assistência Social – Semas. (Foto: Emerson Soares)

O contágio pelo novo coronavírus tem se intensificado em muitos lugares. Diante disso, as administrações públicas decretaram o uso obrigatório da máscara. Mesmo com o isolamento social, algumas pessoas continuam, ainda que de forma restrita, com sua rotina de trabalho, o que as deixam expostas, principalmente se não utilizam o item de proteção.

A Ação Solidária Adventista no sul de Rondônia através do projeto “Costureiras de esperança” tem o objetivo de confeccionar cinco mil máscaras que serão destinadas às pessoas de baixa renda e órgãos públicos. Na última segunda-feira, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) em Ji-Paraná, que tem desenvolvido trabalhos voluntários junto a ASA e outros parceiros, recebeu uma doação de 180 máscaras para fazer a entrega às famílias atendidas pelo órgão.

Assistente social, Lidiane Tanazildo recebeu as máscaras e o livro missionário A Maior Esperança. (Foto: Emerson Soares)

Segundo a assistente social da Semas, Lidiane Tanazildo, a demanda de procura pela máscara na secretaria é grande e a parceria com a igreja Adventista tem ajudado a atender os pedidos. “Essas máscaras serão doadas para alguns servidores que ainda tem necessidade de máscaras e para a população que não tem disponível ou não tem o suficiente. E quando a gente produz as “cestas verdes” que é uma parceria com a agricultura familiar, sempre acrescentamos esse a item para que as famílias recebam o alimento e dentro do possível a máscara também. Essa parceria com a igreja Adventista é muito importante”.

Até o momento foram distribuídas mais de mil máscaras. A primeira doação aconteceu no inicio do mês de maio junto com a entrega de 500 cestas básicas nos municípios de Ji-Paraná, Cacoal, Ouro Preto e Vilhena, resultado da parceria entre a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA – RO) e SOS Rondônia. Além de outras 100 máscaras infantis destinadas a Semas e 300 entregues nas aldeias indígenas Karetiana e Guajará Mirim em parceria com a Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Para a confecção das máscaras 23 costureiras voluntárias estão envolvidas no projeto. Além deste, a ASA mobilizou os líderes da igreja e arrecadou mais de 100 toneladas de alimentos. Com isso, tem amenizado a dor e a fome de muitas famílias necessitadas na região.

“Quando a ASA se propõe a ajudar através desse projeto é na intenção de mostrar para as pessoas que elas são importantes para nós, para a sociedade e isso também abre portas para pregarmos o evangelho e salvarmos pessoas”, conclui o líder da Ação Solidária Adventista no sul de Rondônia, pastor Márcio Nogueira.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox