Notícias Adventistas

Coralistas levam conforto e esperança a pacientes de hospitais de Jaraguá do Sul-SC

Pacientes, funcionários e visitantes se emocionaram com as canções

Por Paulo Ribeiro, com colaboração de Jaqueline Pommerening 23 de dezembro de 2019

Músicos posam para foto em frente a hospital onde realizaram ação social. [Foto: Franciele Priscila Lipinski].

Pacientes e servidores de dois hospitais de Jaraguá do Sul foram surpreendidos pelas cantorias de um coral de vozes na tarde do sábado, 7 de dezembro. A ação social foi organizada pelo Gerações Coral da Igreja Adventista Central de Jaraguá do Sul, com o propósito de levar conforto e esperança ao coração dos doentes.

A primeira apresentação dos coralistas ocorreu no “Hospital e Maternidade Jaraguá”, onde se dividiram em dois grupos para cantar nos corredores dos setores de internação. Eles passaram pelos corredores cantando, enquanto os pacientes se dirigiam à porta de seus quartos. “Alguns fotografaram e filmaram, outros se emocionaram, alguns aplaudiram, e muito ouvimos palavras de gratidão”, descreve Jaqueline Pommerening, uma das organizadoras da ação.

Em seguida, os coralistas se dirigiram ao Hospital São José, onde cantaram no hall de entrada da instituição, que fica em um “vão” onde os pacientes e visitantes que estão nos andares superiores conseguem acompanhar das sacadas.

Segundo explica Jaqueline Pommerening, as ações fazem parte projeto mundial “100 EM UM DIA”, que consiste na realização de cem ações sociais em um único dia em diversas instituições públicas e privadas. Em Jaraguá do Sul, o movimento foi coordenado pelo Centro Universitário Católica de Santa Catarina.

A convite dessa universidade, o coral da Igreja Adventista cantou nos hospitais. “O Centro Universitário preparou lembrancinhas para entregar aos pacientes, e o Gerações Coral ficou encarregado pela mensagem musical sobre o Natal e esperança”, explica Jaqueline.

Ainda de acordo com a coralista, na última música que falava sobre a graça infinita de Jesus, que pela morte nos deu vida, era possível notar várias pessoas emocionadas. “Os funcionários nos contaram que os pacientes que podiam se levantar da cama filmaram a apresentação para mostrar aos amigos de quarto que estavam acamados. Sentimos que fomos usados pelo Santo Espírito para alcançar aquelas pessoas”, acredita Jaqueline.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox