Notícias Adventistas

Campanha contra a violência alerta estudantes de escolas públicas sobre abuso infantil

No município de Carazinho, no RS, campanha contra a violência e abuso infantil conscientiza estudantes de escolas municipais.

9 de outubro de 2014
Campanha contra a violência alerta estudantes de escolas públicas sobre abuso infantil

Campanha realizada durante o mês de outubro no Rio Grande do Sul alerta estudantes sobre o problema do abuso infantil. Foto: arquivo MOSR.

Carazinho, RS … [ASN] Durante o mês de outubro, voluntários da Igreja Adventista no município gaúcho de Carazinho promovem campanha em escolas municipais com o objetivo de conscientizar alunos e professores sobre a importância do combate à violência doméstica e ao abuso infantil.

O conteúdo das palestras é baseado nos materiais fornecidos pela campanha Quebrando o Silêncio, que acontece desde 2002. Trata-se de um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, organizado pela Igreja Adventista em oito países sul-americanos. O foco principal da campanha neste ano é o combate ao turismo sexual e à exploração de crianças e adolescentes.

Leia também:

Foco da campanha neste ano foram as escolas públicas do município. Foto: arquivo MOSR.

Principais focos de ação do Quebrando o Silêncio na cidade foram as escolas municipais neste ano. Foto: arquivo MOSR.

Conforme ressalta Fabiana Siqueira, uma das palestrantes, neste ano a Igreja Adventista em Carazinho decidiu expandir a ação para outros ambientes, alcançando crianças que realmente podem estar sofrendo com o problema do abuso infantil. “Durante as palestras, as crianças aprendem que é preciso contar para alguém, para que o abuso pare de acontecer. Também entendem que existem pessoas que parecem boas, mas que na verdade têm más intenções e que é preciso se proteger dessas pessoas”, relata.

Ao final da palestra os estudantes recebem material educativo sobre a campanha e também podem fazer comentários e perguntas. A próxima ação do projeto terá como público-alvo mulheres que são assistidas pelo programa federal Bolsa Família no município e que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social. A campanha contra a violência é organizada pelo Ministério da Mulher, em parceria com o Ministério Jovem e o pastor local. [Equipe ASN, Márcio Tonetti]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox