Notícias Adventistas

Calebes acolhem idosa enferma e reformam sua casa

Obra foi iniciada em 2018 e contou com doações de membros da comunidade

Por Damáris Gonçalves 22 de julho de 2021

Cerca de 13 voluntários estiveram envolvidos na construção e reforma (Foto: Maria Eudes e Agnaldo Aparecido)

Neste ano, a vida de Maria da Cruz mudou devido à influência dos voluntários do projeto Missão Calebe. Os jovens do bairro Jardim das Américas, em Curitiba, se dedicaram a reformar a casa da idosa. O projeto teve início em 2018, quando os Calebes do mesmo distrito construíram uma moradia mais adequada para ela. Em julho deste ano, cerca de 13 deles estiveram envolvidos direta ou indiretamente em etapas como mão de obra e doações.

A senhora de 69 anos mora no Jardim Icaraí há mais de 20 anos. Com o passar do tempo, sua casa sofreu as consequências e precisou ser reformada. Por isso, o principal idealizador da iniciativa, Daniel Rodrigues, viu ali uma oportunidade de fazer o bem e compartilhar lições da Bíblia. Ele explica que em momentos de necessidade, pessoas como os Calebes sempre estarão dispostas a amparar os que precisam.

Leia também:

“A gente via no semblante dos jovens a alegria e felicidade em ajudar. Foi uma lição de cidadania, humanidade e amor ao próximo”, analisa. Daniel também conta que já esteve em situações similares e recebeu grande ajuda de membros de sua comunidade. “Desde criança fui muito ajudado por ações de adventistas e aprendi muito na Escola Adventista sobre a questão da solidariedade ao próximo. A gente não pode fazer tudo, mas com cada um fazendo um pouco, a gente vai longe”, conclui. 

Calebes dedicaram suas férias para a reforma (Imagem: Maria Eudes)

Ao conhecer a Missão Calebe, Maria decidiu fazer parte da Igreja Adventista e se unir aos jovens. Recentemente, ela foi diagnosticada com câncer de pulmão e precisou de atendimento diferenciado. Ela conta que sente falta de participar das ações e de estar na igreja com seus amigos. “Pra mim isso representa carinho e amor. Ter eles cuidando de mim é muito bom”, completa.  

O grupo também se organizou para entregar duas refeições por dia para que ela e sua família sejam amparados. 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox