Notícias Adventistas

Alunos ajudam comunidade indígena que sofre com o frio em Santa Catarina

Comunidade recebeu agasalhos e alimentos dos alunos do Instituto Adventista de Ensino de Santa Catarina (Iaesc)

10 de junho de 2016
13403861_709817899121681_505977382868542079_o

Visita também serviu como oportunidade para demonstrar de afeto as crianças indígenas [Foto: divulgação].

Araquari, SC… [ASN] As baixas temperaturas registradas na região sul do Brasil nos últimos dias evidenciam duas realidades distintas: há aqueles que comemoram a chegada do frio e os que lutam para sobreviver devido a falta de roupas próprias para a ocasião. Para quem já sofre com as consequências do frio as dificuldades aumentam quando se trata de conseguir alimentos básicos para manter a família.

Preocupados com as pessoas que sofrem com a chegada do frio, um grupo de alunos do Instituto Adventista de Ensino de Santa Catarina (IAESC), em Araquari, realizou na última quarta-feira (8), uma confraternização diferente do que normalmente fazem no período escolar. Eles decidiram não pensar em seus próprios interesses, mas ajudar uma comunidade indígena denominada Tarumã.

Na visita a comunidade indígena, foram doadas 500 peças de roupas próprias para o inverno e também alimentos. “Os alunos demonstraram com essa ação que a maior alegria não é a de satisfazer as próprias vontades, mas sim a de poder contribuir para a felicidade do outro”, relata Veridiane Feltrin, coordenadora pedagógica do IAESC.

Para Mariana Alencar, aluna do 2° ano do Ensino Médio, a ação foi importante para seu crescimento como pessoa. Segundo ela, “fazer o outro feliz é o que nos torna felizes”.

Nesta comunidade os alunos presenciaram que havia muitas crianças que necessitavam de roupas e alimentos para esta época do ano. “O IAESC parabeniza a iniciativa dos alunos que pensaram em ajudar ao invés de apenas festejar”, comentou Wesley Zukowski, diretor geral da instituição educacional.

Oportunidade para conhecer a cultura indígena

Na ocasião, os estudantes também ouviram sobre a cultura e os costumes da tribo Guarany, participaram de apresentações de música e dança realizadas pelos índios e conheceram o método de ensino indígena.

“A educação indígena é bem interessante. Os pequenos índios, conhecidos como curumins, aprendem desde pequenos e de forma prática os ensinamentos que vem sendo repassados de geração a geração”, comenta a coordenadora Veridiane. [Equipe ASN, Paulo Ribeiro, com informações de Veridiane Feltrin e Wesley Zukowski].

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox