Notícias Adventistas

Projeto evangelístico feito por catarinenses em Angola resulta em 250 batismos

Escola de missões em Florianópolis preparou fiéis leigos para auxiliar pessoas no continente africano.

25 de agosto de 2015
2 - Missionários na Africa

Grupo de voluntários permaneceu em Angola entre os dias 15 de julho e 3 de agosto.

Florianópolis, SC… [ASN] Inspirados por um dos textos contidos na Bíblia Sagrada, fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia do bairro Estreito, em Florianópolis, realizaram a chamada Missão Angola, projeto missionário que enviou 17 pessoas da igreja – e outras quatro de São Paulo – para a cidade de Calussinga, no país africano. O projeto aconteceu entre os dias 15 de julho e 3 de agosto.

Durante o projeto, voluntários auxiliaram na construção de um complexo missionário, atenderam necessidades básicas de pessoas carentes e mostraram no livro sagrado, a mensagem de Deus salvador. Com recursos dos próprios fiéis da congregação, mil exemplares de Bíblias foram enviadas (parte delas adquiridas também por adventistas de Itajaí), estudos bíblicos, itens de higiene pessoal e materiais escolares. Além disto, os custos da viagem ficaram por conta dos próprios missionários.

A cidade de Calussinga fica a 1 mil quilômetros da capital Luanda. As iniciativas dos voluntários de Estreito foram beneficiar um trabalho anterior já em andamento, identificado como Missão Chicuma, onde está sendo erguido um complexo missionário com escola, clínica médica e igreja. O trabalho é financiado pela empresária Silva Melo, de São Paulo, e que juntamente com outros colegas, acompanhou o grupo catarinense nesta etapa. Na Missão Chicuma, os recursos dos fiéis auxiliaram na construção de um refeitório, de três dormitórios e banheiros.

Durante o dia, o trabalho dos missionários em Angola foi divido entre homens e mulheres.  O primeiro grupo cuidou da pintura da escola e da construção de banheiros. Já as mulheres, auxiliaram os rapazes na pintura, ensinaram sobre cuidados com higiene pessoal, consciência ecológica, aconselhamento familiar e outras orientações. “Ficamos na própria Missão Chicuma sem luz elétrica e água potável nas torneiras. Foi tudo muito adaptado e diferente para os costumes de qualquer brasileiro”, lembra o fotógrafo Jean Habkost, um dos participantes.

batismos angola

Projeto evangelístico feito por catarinenses em Angola resulta em 250 batismos

Já à noite, os fiéis adventistas iam em vilas próximas pregar o evangelho. “Depois de um dia inteiro de atividades nós encontrávamos energia para viajar até um hora para apresentarmos Deus como o caminho da salvação. Todos pregaram. Chegávamos nas vilas previamente acertadas, acendíamos a lanterna e começávamos a ler a Bíblia”, lembra o pastor Cristiano Silva, auxiliar na igreja adventista do sétimo dia do bairro Estreito. Ao todo 250 pessoas foram batizadas após 14 noites de pregação.

No dia 26 de julho, domingo, os missionários realizaram uma feira de saúde na comunidade de Calussinga onde 600 pessoas foram atendidas. “Adaptamos a feira de saúde realizada no Brasil para o contexto de Angola. Como as condições de vida são mínimas, buscamos instruir aquelas pessoas com coisas básicas, como melhorar a higiene pessoal e praticarem alongamento, já que o esforço físico acaba machucando suas costas”, relembra o psicóloga Sônia Vieira.

O grupo teve também a oportunidade e viajar 250 km até Namba para ver um fenômeno sobre natural. O maná de Angola. O fenômeno acontece desde 1939 e foi uma resposta a oração de obreiros que moravam no local, na época. “Não tem como a gente descrever tudo que aconteceu ali, naquele momento. Quando você encontra essa preciosidade, experimenta e sente que ele é adocicado, como descrito na bíblia, você tem a certeza da presença de Deus em nossas vidas”, comenta Neli Cunha, professora.

Eles tiveram o suporte ainda do pastor Daniel Fritoli, ministro de Deus enviado pela sede da Igreja Adventista no centro sul de Santa Catarina no início de 2014 para auxiliar nas áreas de evangelismo e mordomia cristã no país.

11825814_977646772256425_606166444715788181_nEscola missionária

O projeto Missão Angola fez parte da Escola de Missões, da congregação do bairro Estreito e que visa preparar os membros para serem missionários leigos. “A cada dois sábados, nós temos aulas sobre teologia e evangelismo prático. Já fizemos várias ações, mas esta em Angola realmente foi a maior”, lembra o pastor Cristiano, que organizou o projeto juntamente com o pastor Walter Teixeira – responsável pelas igrejas da região no período da organização do projeto. “A importância da escola de missões foi a de preparar os alunos para atuação em campo. Tudo que estudamos em sala, nos auxiliou na prática. A viagem em si não seria tão produtiva se não tivéssemos essa preparação”, destaca Danielly Berger, diretora da Escola de Missões.

“Foi um choque de realidade. Casas de barro, clima seco, pessoas por dias sem banho, entre outras diferenças. Entretanto, percebi que o ser humano vive com coisas simples e aquele já era feliz, mas agora está ainda mais porque conheceu a esperança em Jesus”, lembra Jean, fotógrafo voluntário. [Equipe ASN, Daniel Gonçalves].

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox