Notícias Adventistas

ADRA auxilia novo grupo de venezuelanos a recomeçar a vida no Paraná

Projeto viabiliza a integração de refugiados e ajuda a garantir direitos humanitários.

Por Jordana Graci 27 de janeiro de 2020

Jovens voluntários auxiliam venezuelanos através da Escola Cristã de Férias. (Foto: Damáris Gonçalves)

A crise política e econômica da Venezuela continua forçando milhares de pessoas a se refugiarem em outros países. Muitos chegam sem dinheiro, comida ou qualquer tipo de suporte para se estabelecer. Boa Vista, no Estado de Roraima, é uma das cidades que tem recebido o fluxo de migrantes. Parte da resposta humanitária brasileira à crise migratória venezuelana, vem de organizações como a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), que em parceria com a Agência Norte-Americana para Assuntos Humanitários Internacionais (USAID) contribui com a Operação Acolhida do Governo.

Voluntários auxiliam no preparo das refeições. (Foto: Damáris Gonçalves)

Na última terça (21), cerca de 90 venezuelanos chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB). O grupo foi recepcionado no Colégio Adventista de São José dos Pinhais, onde aguarda durante esta semana a liberação das casas em que as famílias devem residir. Jovens adventistas voluntários do projeto Missão Calebe têm auxiliado no preparo das refeições e na atenção com as crianças através da Escola Cristã de Férias.

Todo o processo de interiorização está sendo realizado pela ADRA Brasil, através do projeto SWAN, sigla em inglês que significa “Assentamento, Água, Saneamento, Higiene (AASH) e Assistência Não Alimentícia para Imigrantes Venezuelanos no Brasil”.

De acordo com a responsável pela logística do projeto no Paraná, Marli dos Santos, para que aconteça a interiorização, a equipe faz contato com empresas buscando vagas de trabalho para venezuelanos que estão em Boa Vista. “Quando surge uma oportunidade, a equipe solicita a vinda dos refugiados que sejam compatíveis com os perfis solicitados pela empresa parceira”, explica.

Segundo ela, cerca de 193 famílias já foram instaladas e outras 190 já estão com o emprego acertado, aguardando o processo de viagem nos próximos dias.“Existe todo um processo dentro do qual realizamos a busca das casas para as famílias selecionadas e fazemos campanhas de arrecadação de itens necessários, para oferecer a eles nesse recomeço”, completa.

Qualquer pessoa pode ajudar doando alimentos, kits de higiene, roupas, brinquedos e móveis. As doações devem ser notificadas às equipes regionais da ADRA através do site adra.org.br ou diretamente com a voluntária Vanessa Malinovski, pelo telefone (41) 99799-1669.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox