Notícias Adventistas

Ações conscientizam moradores sobre prevenção do suicídio

Em Santa Catarina, milhares de adventistas saíram às ruas para promover a campanha Quebrando o Silêncio e ressaltar a valorização à vida.

25 de agosto de 2018

Por Paulo Ribeiro

Passeatas ocorreram em algumas cidades do Estado (Foto: Paulo Ribeiro)

A rotina dos adventistas do sétimo dia teve uma dinâmica diferente na manhã e tarde deste sábado, 25, em oito países da América do Sul. Os fiéis saíram às ruas para conscientizar a população sobre o suicídio. Em Santa Catarina não foi diferente. Estima-se que mais de 10 mil fiéis se mobilizaram em diferentes ações.

Entre as que ocorrem no norte do Estado houve passeatas, feiras de saúde, distribuição de literaturas, atendimentos de psicológicos e terapêuticos, flash mobs em semáforos e até uma campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite. Em todas elas esteve a ênfase do Quebrando o Silêncio, iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia que neste ano está centrada na valorização à vida e a luta contra o suicídio.

Leia também:

Uma das maiores concentrações ocorreu em São Francisco do Sul, no litoral norte catarinense. Aproximadamente mil pessoas desfilaram pelas vias centrais da cidade. O ato contou com a colaboração dos clubes de Desbravadores e Aventureiros, Colégio Adventista e fiéis ligados a diferentes departamentos da igreja.

Em conexão com a comunidade

A atividade chamou a atenção dos moradores. Alguns observavam das janelas de suas casas e outros aproveitavam para registrar tudo com a câmera de aparelhos celular. Em Joinville, maior cidade do Estado, os voluntários também realizaram passeatas nas vias centrais e distribuíram materiais impressos.  

Já em Blumenau, no Vale do Itajaí, psicólogos orientaram a comunidade sobre a importância da valorização da vida. A ação aconteceu em uma tenda montada no pátio da Igreja Adventista do bairro Garcia. De maneira simultânea, foram oferecidos diversos outros serviços comunitários nos arredores, entre eles: corte de cabelo, aferição de pressão, testes de glicemia e glicose, massagens, doações de calçados e roupas, informações jurídicas e uma unidade móvel do Procon.   

De acordo com Cátia Michel, uma das coordenadoras da ação em Blumenau, o tema suicídio precisa ser debatido, pois ainda é considerado um tabu para muitas pessoas. “Um mito muito grande se levantou sobre quem tira sua própria vida. Na verdade, a pessoa não quer morrer. Ela está pedindo socorro. Então nós temos que estar com o coração aberto para ajudar”, orienta Cátia.

A ação social de Blumenau foi noticiada pelo programa Balanço Geral, da RIC TV, afiliada da Rede Record para o Vale do Itajaí. Confira a reportagem abaixo.

Confira também como foram as atividades em São Francisco do Sul: 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox