Notícias Adventistas

Desbravadores são convidados pela Prefeitura de Maringá para atuar em comunidade carente

Parceria deve levar cidadania às crianças e adolescentes do bairro.

24 de fevereiro de 2016
12745718_10154568041464745_5635841230217315129_n

Desbravadores se reúnem em centro esportivo cedido pela Secretaria de Esportes

Maringá, PR … [ASN] Uma parceria entre a Igreja Adventista do Sétimo Dia e a Prefeitura de Maringá, no interior do Paraná, tem a intenção de levar melhor perspectiva de futuro para crianças e adolescentes de uma comunidade carente. Um clube de Desbravadores foi aberto no bairro Jardim Três Lagoas a pedido do secretário de Habitação do município, Sérgio Bertoni. São 436 famílias, cerca de 1750 pessoas, que deverão ser influenciadas pela presença dos desbravadores.

Leia também:

Segundo Bertoni, a ideia é desenvolver um projeto de pós-moradia no conjunto habitacional de 242 apartamentos e 194 casas. “Geralmente as mães são as chefes de família e elas trabalham fora, deixando os filhos sozinhos e expostos ao risco de consumirem drogas, possuir armas de fogo e a atividade sexual prematura. O clube pode tirar as crianças desse caminho e levar dignidade e cidadania a elas”, explica.

As conversas para a concretização da parceria tiveram início em outubro de 2015, após o secretário conhecer o trabalho social realizado pelos jovens adventistas em uma visita ao bairro Jardim Imperial. Representantes da Prefeitura foram à sede administrativa da Igreja Adventista na região, a Associação Norte Paranaense, onde se reuniram com o presidente da instituição, Josias da Fonseca, e com o diretor dos Desbravadores no norte do Paraná, Ericson Danese. A abertura de um clube de Desbravadores na comunidade foi a sugestão viável, envolvendo o pastor e os desbravadores da igreja do bairro Ney Braga, próximo ao Jardim Três Lagoas.

O passo seguinte, de acordo com Bertoni, foi buscar apoio junto à Secretaria de Esporte de Maringá para que as atividades fossem realizadas no centro esportivo do bairro. O acordo aconteceu em fevereiro e a primeira reunião foi possível no domingo, dia 21. “É o trabalho sério de uma equipe muito organizada e muito disciplinada. O que fazem é fantástico. A gente tem acompanhado em outros lugares e estamos vendo as possibilidades de fazer essa parceria em outras regiões da cidade”, elogia o secretário.

Primeiras atividades e a abertura dos aventureiros

12745869_10154568041244745_3877715702583160184_n

Parceria será um meio para adolescentes terem alternativas ao caminho da criminalidade

O nome do clube é Cidade Verde e está em fase de divulgação e inscrições. O diretor, Jean Marcelo da Silva Bérgamo, conta com uma equipe de 14 pessoas na liderança, incluindo a esposa, Andreia, que é secretária. Eles esperam chegar ao número de 40 participantes. Por enquanto, são 15 inscritos com a divulgação feita em metade dos 15 prédios do conjunto habitacional.

As primeiras atividades previstas serão de contato com a natureza, como acampamentos e caminhadas. “Mas, como um clube de Desbravadores, é claro que queremos mostrar os ensinos de Jesus. A gente tem que ser um exemplo para eles”, afirma Bérgamo.

Com outros clubes da região e com o incentivo da Prefeitura, os desbravadores do Cidade Verde farão um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti, que prolifera os vírus da dengue, chikungunya e zika. A atividade será no dia 6 de março, domingo, e servirá também para divulgar o clube.

Segundo o diretor, muitos pais lamentaram o fato de o clube de Desbravadores ser limitado à faixa etária de 10 a 15 anos, sendo que muitas crianças estão abaixo dessa idade. Por isso, um clube de Aventureiros deverá ser iniciado no local, com a divulgação já acontecendo. “Será ótimo, pois os pequenos serão orientados desde cedo e estarão bem encaminhados para serem desbravadores”, prevê o diretor. [Equipe ASN, Gustavo Cidral]

Veja, na galeria abaixo, algumas imagens das reuniões:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox