Notícias Adventistas

Adventistas celebram Mutirão de Natal com realização de Cantata em Montes Claros

Evento atraiu além dos fiéis, vários convidados, autoridades políticas e parceiros do Projeto Mutirão de Natal

Por Samuel Nunes 10 de dezembro de 2019

Auditório lotada para a Cantata de Natal

Domingo, 08, de dezembro, Auditório da OAB em Montes Claros, MG, lotado. Mensagens, orações e muitas músicas. A Cantata de Natal Solidária promovida pela Missão Mineira Norte- sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o Norte e Noroeste de MG, atraiu além dos fiéis, vários convidados, autoridades políticas e parceiros do Projeto Mutirão de Natal. Um dos pontos altos do programa, foi a emoção de uma família que recebeu simbolicamente a chave de uma casa que está em construção, iniciativa esta, de um dos Pequenos Grupos da Comunidade Adventista Morada, em Montes Claros.

Com recursos próprios e com a ajuda de alguns parceiros, a casa deverá ser entregue nos próximos dias. O prefeito Municipal de Montes Claros, Dr. Humberto Souto, e de Grão Mogol, Hamilton Gonçalves, vereador Soter Magno, vice-presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, além de outras autoridades prestigiaram o evento.

Autoridades políticas marcaram presença no evento

Pastor Moises Carvalho Júnior, presidente da Missão Mineira Norte, destacou a importância do Projeto Mutirão de Natal, que para ele, é uma oportunidade de levar dignidade para as pessoas. Acredita que com a somatória de forças, muitas coisas ainda podem ser feitas para famílias carentes na cidade.

Cantata x emoção

Músicas que reviveram a vida de Jesus

A Cantata de Natal Solidária: Da manjedoura até o céu’ foi formada por quarenta e cinco músicos, que se preparam durante 3 meses. Ao todo foram oito canções intercaladas com a história de Jesus.

A Cantata teve duração de aproximadamente 40 minutos e contou com um personagem que narrou a história de Jesus desde o seu nascimento, mostrando que o que  Ele mais fez; servir o próximo.

Diversas autoridades políticas prestigiaram o evento, que arrecadou quase uma tonelada de alimentos.

Leila Cristina Pereira Santos, uma das participantes sintetizou sua emoção em participar deste momento: “Um misto de alegria, quis chorar, me arrepiei sentir o Espírito Santo. Deus seja louvado por nossas vozes, por me dar a oportunidade de louvá-lo novamente. Obrigada a todos pela paciência no aquecimento vocal. Foi maravilhoso. Que façamos mais eventos assim”, sugere Leila.

Tempo x talento

Unidos em prol da boa música

Rany Christian Acácio, liderou os ensaios para a Cantata. Ela explica que apesar do pouco tempo de preparação, o objetivo foi alcançado, uma vez que o grupo vocal abraçou a ideia, dedicou seu tempo e talento para a cantata.

“Escolhemos as músicas aleatoriamente, não tínhamos um tema específico, mas sabíamos que queríamos uma sequência que abrangesse o nascimento, vida e volta de Jesus. A partir daí fomos escolhendo as músicas e sequências que alcançasse esse objetivo. A cantata ” Da manjedoura ao céu” quis mostrar que Jesus deixou o Seu trono e glória pra nascer nesta Terra e Ele voltará para ser coroado eternamente o rei de toda a terra”, frisa Rany.

Para Rosana Keile Brito, foi “muito emocionante participar dos ensaios”. Afirma que a cada música a emoção batia forte no seu coração.

“Arrepios em cada música quando cantávamos sobre a história do grande amor de Deus. E no dia da Cantata foi maravilhoso passar para as pessoas a emoção de cada música. Foi uma experiência marcante em minha vida, interagir com cantores de várias igrejas empenhados no mesmo objetivo. Foi excepcionalmente maravilhoso”.

Cantata x solidariedade

Músicos unidos em prol da solidariedade

Ana Tereza, representante de um dos distritos pastorais de Montes Claros, elogiou a iniciativa de se organizar e planejar algo que conseguiu atrair a atenção da sociedade. Ela não escondeu sua alegria em participar do projeto Mutirão de Nata e da Cantata, ambas a ações com o objetivo de ajudar o próximo.

Uma família recebeu simbolicamente a chave de uma casa, iniciativa de um dos Pequenos Grupos da Comunidade Adventista Morada

“Foi uma iniciativa louvável! De forma organizada, desde a entrada, à ordem como tudo foi acontecendo, ficou clara á intenção de fazer o melhor para ajudar o próximo e destacar esse objetivo a todos que estiveram ali. As pessoas envolvidas foram valorizadas e estimuladas a seguir trabalhando. As músicas e as mensagens faladas destacaram a pessoa de Jesus como centro de todo o trabalho. Alimentos foram arrecadados enquanto todos tinham a oportunidade de sentir um clima especial de solidariedade e que fizeram parte desse trabalho”, conclui Ana.

Clique neste link e confira fotos do evento

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox