Notícias Adventistas

Adventista de 70 anos leva 706 pessoas ao batismo em São Paulo

O aposentado Natanael Alves participa do projeto de evangelismo conhecido como Valentes de Davi, que tem o objetivo de capacitar evangelistas no Estado de São Paulo

10 de abril de 2016
Líder do projeto, pastor Edimilson Lima, rebatiza a jovem Denise durante o evento.

Líder do projeto, pastor Edimilson Lima, rebatiza a jovem Denise durante o evento.

São Paulo, SP… [ASN] Apesar de tímido, o aposentado Natanael Alves se esforça para conhecer pessoas novas o tempo todo. Em sua inseparável maleta preta, ele carrega uma porção de livros Viva Com Esperança, da Igreja Adventista, e alguns Guias de Estudo Bíblico. Na primeira oportunidade de conversar com alguém pela primeira vez, ele doa um livro e lhe diz palavras de ânimo. Ao falar sobre sua trajetória cristã, suas mãos marcadas pelos seus 74 anos tremiam. Seus olhos cheios de lágrimas exprimiam sua gratidão a Deus pelas 706 pessoas que levou ao batismo desde que se tornou adventista, em 1956.

Leia também: Empresário vende concessionária e se dedica a plantar Igrejas

Com o tempo, ele entendeu que o propósito de sua vida se resumia em ajudar pessoas depressivas, drogadas e aflitas a encontrar uma saída para os problemas. “Reconheci o desejo de Deus em me usar como um instrumento de amor. Minha vida é um testemunho vivo, e eu sou um discípulo dEle”, afirma Alves. Mesmo encontrando em Deus sua principal motivação, o aposentado diz que outras coisas ajudaram: “Foi em 2014 que comecei a participar do projeto Valentes de Davi, no qual me senti ainda mais preparado para a minha missão.”

Neste projeto de evangelismo da Igreja Adventista, conhecido como Valentes de Davi, Alves recebeu capacitação para dar estudos bíblicos e se preparar espiritualmente para o trabalho, além de conhecer dezenas de outros “valentes” como ele.

Na última edição do projeto, que aconteceu no dia 9 de abril no Colégio Adventista de Santo Amaro-SP, Alves conheceu a boliviana Lydia Flores. Assim como ele, Lydia também é apaixonada por falar de Jesus. Desde que chegou ao Brasil, em 2012, ela já levou 180 pessoas ao batismo, e não pretende parar por aí. “Vou aonde precisar para evangelizar. Tenho minhas limitações aqui no Brasil, mas isso jamais me impedirá de testemunhar”, assegura.

10422351_10207399365035608_6592167104391015723_n

Cerca de 150 homens e mulheres participaram do treinamento para serem Valentes de Davi

Valentes de Davi

O projeto existe há cerca de dois anos no Estado de São Paulo, e mais de 2,5 mil pessoas já foram batizadas por meio dos métodos de evangelismo dos valentes. Ao todo, cerca de 120 pessoas da capital (Associação Paulistana, Associação Paulista Sul e Associação Paulista Leste) participaram do encontro de Valentes de Davi. Por causa do trabalho dos valentes, antes mesmo de o projeto existir, quase 6 mil pessoas já foram batizadas somente pela dedicação dos voluntários.

Cada participante tem a meta de levar 7 pessoas ao batismo anualmente. Para isso, atualmente, os valentes que participaram do encontro estão estudando a bíblia com cerca de 720 interessados. De acordo com o líder e criador do projeto no Estado de São Paulo, pastor Edimilson Lima, “um valente ter que ser motivado, pregar o evangelho sob chuva ou sol, dia ou noite. Ele precisa ter disposição para evangelizar milhares de pessoas.”

Ainda de acordo com o pastor Lima, as metas dos valentes são: “Evangelizar e batizar muitas pessoas; discipular outro valente, e esse novo valente deve batizar duas pessoas após iniciar no projeto; motivar e ensinar as pessoas a estudarem a bíblia e a buscarem mais comunhão com Deus”, finaliza. Além do senso de missão, um candidato ao projeto precisa adventista e não ser um obreiro bíblico, pois e

Para o presidente da Igreja Adventista em todo o Estado de São Paulo, Domingos Sousa, “os valentes são pessoas especiais, que não temem ao chamado de Deus para a missão.” Sousa acredita que este grupo de adventistas pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas, e os resultados deste trabalho não serão vistos apenas em São Paulo, mas principalmente no céu. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox