Notícias Adventistas

Projetos do Brasil e Peru serão apoiados com ofertas mundiais

Iniciativas no nordeste brasileiro e em cidades turísticas peruanas serão auxiliadas com recursos financeiros doados por pessoas de todo o mundo.

Por Felipe Lemos 29 de abril de 2019

Todos os trimestres, os adventistas definem projetos que serão apoiados com recursos ofertados por doadores em todo o mundo. No território compreendido pela Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, desde 2004, ficou votado que o recurso para esses projetos sai de uma parte das ofertas doadas em todos os cultos e não apenas em um dia específico (décimo-terceiro sábado). Regularmente, a cada culto, 20% das ofertas doadas é destinado à sede mundial da Igreja Adventista. Destes 20%, 85,4% vai para projetos missionários ao redor do mundo e 14,6% é direcionado para os projetos especiais indicados na lição da Escola Sabatina, guia mundial adventista de estudo da Bíblia Sagrada. Nos meses de abril a junho de 2019, novamente serão contemplados projetos no território sul-americano. Quem explica mais sobre o assunto é o pastor Edison Choque, diretor de Escola Sabatina da sede sul-americana adventista, que conversou com a Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN).

Quais são os projetos beneficiados pela oferta missionária deste trimestre da Escola Sabatina?
Os projetos beneficiados neste trimestre serão para a América do Sul, mas precisamente no nordeste do Brasil e Peru.

Veja imagens dos principais projetos beneficiados:

Pode detalhar um pouco quais são estas necessidades?

Em Salvador, na Bahia, o objetivo é a Igreja Partilhando Jesus sair do aluguel e ir para um local próprio. Essa igreja é extremamente atuante e funciona como homechurch. Em Aracaju, capital de Sergipe, o projeto é de construir uma igreja no bairro Aruana, onde até ano passado não havia presença adventista. Lá, um grupo de membros da Igreja Adventista Central de Aracaju foi ajudar a desenvolver uma congregação local. Em Cusco, cidade histórica do Peru, será construído um centro de influência. A cidade é turística e a intenção é atender tantos os moradores como as pessoas de fora. E em Puccalpa, também no Peru, os membros locais pretender ter um centro de influência na cidade.

Como é definido que projetos serão atendidos por esta oferta?

Os projetos são definidos pelo menos um ano antes pelas divisões locais (regiões administrativas adventistas responsáveis pelo controle das atividades da Igreja em continentes). A cada três anos, o ciclo de ofertas retorna. Normalmente são escolhidos projetos em locais com poucos recursos.

Na prática, como ocorre a destinação dos recursos da Escola Sabatina para estes projetos? Que ofertas são essas? Apenas as recolhidas em classes de Escola Sabatina em todo o mundo?

Em todo o mundo, somente a oferta do 13º sábado é destinada para os projetos. Mas em voto da Divisão Sul-Americana, na América do Sul, uma parte das ofertas de todo o trimestre na Escola Sabatina é destinada para os projetos missionários.

Arte produzida por Wendel Lima e Carlos Seribelli, com ilustrações de Fotolia. Publicada originalmente em janeiro de 2016 na Revista Adventista:

 

Arte explica como funciona o destino das ofertas relacionadas a projetos mundiais divulgados na lição da Escola Sabatina.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox