Notícias Adventistas

Pastor cria projeto de visitação à distância para não desamparar fiéis em meio à quarentena

Com um carro de som, a visita chega às famílias levando palavras de esperança e valorização, mostrando a importância que cada uma delas tem.

Por Érica Tavares 2 de junho de 2020

O carro de som é a ferramenta usada pelo pastor Zean e sua esposa Veraildes para ter acesso às famílias, mantendo a distância recomendada pelas autoridades de saúde. (Foto: Divulgação)

Fazer uma visita à casa do membros, dar um abraço, conversar pessoalmente para saber se está tudo bem. Essas são atividades corriqueiras na vida de um pastor. Coisas simples, mas impensadas em época de pandemia. Para superar essa dificuldade e conseguir manter o atendimento aos fiéis de suas igrejas, na cidade de Zé Doca – MA, o pastor Zean Nicácio criou um sistema de visitação à distância.

Leia também:

Junto com sua esposa, a pedagoga Veraildes Brito, o pastor Zean leva um carro de som à frente da casa que será visitada. Enquanto isso, uma música suave é tocada e pelo microfone, a família é convidada a vir ao portão ou às janelas da residência. “A música fala do cuidado do Senhor. Depois, lemos uma promessa bíblica e ressaltamos a importância deles para a Igreja, para nós e para Deus”, conta o pastor. Em seguida, a visita é finalizada com uma oração.

Palavras de conforto e esperança mostram que mesmo em meio à crise, as famílias não estão sozinhas. (Foto: Divulgação).

A funcionária pública Rosimeire Araújo foi uma das pessoas que recebeu a visita. Rosimeire conta que se sentiu importante e foi uma alegria saber que, em meio a essa pandemia, tem alguém que se importa com ela. “Eu e minha família amamos; de repente ouvimos o som de uma linda música e em seguida, a voz do nosso pastor e da sua esposa. As  palavras de conforto encheram nosso coração de esperança, por saber que não estávamos sozinhos. Fomos abençoados; não somente minha família, mas também nossos vizinhos.

Resposta positiva

Veraildes conta que a receptividade a essa modalidade de visita está sendo muito positiva e superou a expectativa de  quando a ação foi planejada. “Não pensei que fosse mexer tanto com os irmãos. Em quase todas as casas, eles se emocionam em saber que o pastor se importa com eles”, relata. A emoção é ainda maior quando na família visitada há alguém doente ou se houve a perda recente de algum membro da família.

A iniciativa foi tão positiva que despertou em algumas pessoas o desejo de retribuir. A família de Rosimeire decidiu fazer uma visita nos mesmos moldes à casa de Zean e Veraildes, para demonstrar sua gratidão de forma surpreendente.  “Eu pensei: se foi bom para nós, será bom para eles também. Afinal, a família do pastor também precisa saber que não estão sozinhos e que suas ações estão dando frutos. Gostaria que eles sentissem a mesma alegria que minha família e eu sentimos.”

O contato é feito de longe, mas ainda assim é possível demonstrar carinho e deixar clara a importância de cada pessoa visitada. (Foto: Divulgacão)

Como resultado, em dez dias de projeto, já foram visitadas 120 famílias; sem contar os vizinhos, que também saem às portas para ouvir a música, participam da oração e até se emocionam. O pastor Zean confirma que as  visitas à distância continuarão até que todas as famílias das Igrejas Adventistas em Zé Doca sejam alcançadas e consequentemente, outras famílias da cidade.

A partir da ideia executada em Zé Doca, pastores adventistas de outras cidades da região sul do Maranhão implementaram também o projeto em seus distritos, obtendo resultados bastante satisfatórios.

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox