Notícias Adventistas

OYiM 2018 inaugura primeira igreja no dia do Jovem Adventista

Jovens adventistas do projeto Um Ano em Missão celebram a data com programação de inauguração na cidade de Formosa, GO

Um ano em missão tem primeira igreja inaugurada na cidade de Formosa, GO

Formosa, GO… {ASN} No Brasil, segundo pesquisa feita pelo Instituto DataFolha, 16,4 milhões de pessoas já se dedicaram ao serviço voluntário de alguma forma. Todas essas pessoas só esperam receber em troca o bem-estar de fazer outras pessoas bem. Cada vez mais, jovens têm doado seu tempo e dedicado sua vida a esse tipo de trabalho. A pesquisa ainda diz que 18% destas pessoas iniciaram o voluntariado por influência de conhecidos ou instituições. Considerando a importância do jovem doar seu tempo e seus talentos aos outros, a Igreja Adventista do Sétimo Dia comemorou no sábado, 17 de março, o dia mundial do jovem adventista (Global Youth Day) , com ações de ajuda ao próximo.

Para celebrar a data, jovens uniram forças e em cidades do mundo todo, doaram sangue, visitaram asilos, serviram sopão, entregaram pães, água e presentearam muita gente com o livro “O poder da esperança”. A igreja acredita que a participação do jovem é fundamental quando se trata de entrar em contato com as pessoas. “Os jovens são fundamentais. O jovem tem uma vida inteira pela frente. Se desde o início ele tem uma veia voluntária, isso vai fazer uma diferença tremenda na vida dele, na própria profissão e tudo aquilo que for fazer vai ter uma visão diferente”, acredita Max Schuabb, presidente da sede administrativa da Igreja Adventista para todo o Distrito Federal e entorno.

Missionários comemoram a inauguração

Os jovens missionários do projeto Um Ano em Missão (One Year in Mission) não ficaram de fora e, mesmo em uma nova cidade, realizaram inúmeras ações. Em Formosa, GO, no bairro Parque Lago foi inaugurada a primeira igreja fruto da missão 2018. Um trabalho de dois meses que tem crescido cada vez mais. Durante a programação, mais de 70 pessoas estiveram presentes e a comunidade participou em peso. “Nossos jovens do Um Ano em Missão têm sido a peça fundamental para levar adiante cada projeto. Hoje tem gente se reunindo aqui fruto de um trabalho deles. Estamos inaugurando uma nova igreja em um salão, mas até o final deste ano, nós teremos um novo templo sendo construído”, declara German Patrício Vinueza, pastor da Igreja do bairro Parque Lago. Até o fim de 2018, em parceria com o projeto Maranata, que consiste em um trabalho feito por voluntários na construção de igrejas, um templo será construído para receber a todos.

Ter uma igreja em meio a comunidade carente do bairro Parque Lago sempre foi um plano, mas havia uma necessidade de pessoas para a realização deste objetivo. Foi quando jovens voluntários chegaram a cidade de Formosa, com o propósito de dedicar um ano de sua vida ao bairro. Juntos eles têm uma única finalidade: Amar. “O objetivo aqui é amá-los de todo nosso coração, como Cristo demostrou o amor dEle por nós, a gente quer demostrar para eles de forma que eles nunca ouviram”, revela Karollainy Maria, voluntária do projeto Um Ano em Missão.

Cada jovem tem se preocupado com as necessidades dos moradores. No período em que estão passando na cidade, muitos projetos foram realizados. Entrega de cestas básicas, doação de roupas, atividades com crianças, mulheres, clube de Desbravadores todos pensando na comunidade. “Os jovens têm feito uma diferença muito grande aqui. A maioria dos membros da igreja não tinham contato com as pessoas da comunidade e os jovens têm entrado na vida particular delas, fazendo uma diferença e suprindo as necessidades dessas pessoas”, relata Ricardo Takeo, diretor da recém-inaugurada igreja. Em resposta, a população do bairro tem os recebido com carinho. “O bairro Parque Lago tem recebido a gente de uma forma bem carinhosa. Quando a gente bate na porta, as pessoas nos recebem bem e nós repartimos a palavra de Deus e elas ficam muito felizes”, explica Lucas Messias, missionário.

A maior mudança que ocorre quando se é feito o trabalho voluntário é na pessoa que realiza. De acordo com o DataFolha, 51% dos voluntários se sentem úteis quando realizam atividades para outras pessoas. “É muito gratificante saber que você fez parte de um projeto que vai se estender ao longo dos anos”, comenta Messias. As atitudes de gratidão são perceptíveis para as pessoas que estão acompanhando ou por aqueles que os conhecem de perto, como a família. “Eu percebo a vibração dos jovens quando eles têm  experiências como essas. Os olhos brilham quando eles retornam do campo e começam a compartilhar o que eles viveram lá. O objetivo é fazer com os jovens vivam experiências boas”, revela Celso Nascimento, líder dos jovens missionários da cidade de Formosa.

O projeto Um Ano em Missão é realizado por jovens que escolheram dedicar suas vidas para ajudar outros. [Larissa Zanardi]

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox