Notícias Adventistas

Missão Calebe atende refugiados venezuelanos

Ação social beneficiou mais de 400 pessoas.

Por Priscila Baracho Sigolin 5 de agosto de 2019

Venezuelanos receberam atendimento gratuito durante a ação.

A crise política na Venezuela tem feito com que a população saia do país para buscar novas oportunidades. Manaus é uma das cidades que tem recebido o fluxo de venezuelanos. Muitos chegam sem nada e acabam ficando na rua, acampados de maneira improvisada próximo a rodoviária da capital. Para amenizar um pouco do sofrimento dessas pessoas, jovens adventistas voluntários do projeto Missão Calebe realizaram uma ação social no último sábado (03).

Missão Calebe 2019 envolveu 3 mil jovens em ações sociais e evangelismo público.

A ação teve o apoio do Exército Brasileiro, através do projeto Operação Acolhida, onde várias entidades participam para levar dignidade para os migrantes, refugiados e indígenas. Os calebes tiveram o apoio de profissionais da área de saúde e também da escola técnica Computron. Foram oferecidos os serviços de corte de cabelo masculino, feminino e infantil, aferição de pressão, atendimento psicológico, aplicação de flúor e orientações sobre higienização bucal.

Os jovens também limparam toda a área ao redor da rodoviária recolhendo o lixo. Mais de 400 pessoas foram atendidas durante a ação. “Fizemos uma pesquisa prévia e esse local foi escolhido pela necessidade ”, explica a coordenadora de jovens da região, Cibelle Vieira. A ação envolveu os calebes dos bairros de Dom Pedro, Santo Agostinho, Lírio do Vale e Alvorada.

Em toda a região norte e centro-oeste do Amazonas, cerca de 3 mil jovens participaram da Missão Calebe. Eles revitalizaram praças, limparam ruas, reformaram casas e realizaram noites de evangelismo. “Centenas de pessoas foram atendidas pelos diversos projetos comunitários realizados durante o mês, mais de 700 novos estudos bíblicos alcançados e mais de 800 pessoas batizadas”, conclui o líder da área na região, pastor Vítor Oliveira.

Calebes e voluntários em frente ao posto de apoio do projeto Operação Acolhida.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox