Notícias Adventistas

Jovens do OYIM presenteiam idosos em JF

O grupo de jovens escolheu um dos maiores asilos da cidade para levar amor, alegria e esperança

Por Alessandra Guimarães e Yasmin Paião 12 de agosto de 2019

Neste último domingo, 11, foi comemorado o Dia dos Pais em todo o país. Sem dúvidas, ter uma família para festejar e se reunir em datas importantes é uma grande benção! Porém, nem todos  tem o mesmo privilégio. No Brasil, existem mais de 60 mil idosos vivendo em abrigos.

Alguns destes, são visitados esporadicamente por um familiar ou conhecido, já outros, nem sequer se recordam da última vez que que receberam a visita de sua família.

Aproveitando o fim de semana dos pais, no sábado, 10, jovens do projeto One Year in Mission (OYIM, em português, Um Ano em Missão), que estão em atividade missionária na cidade de Juiz de Fora, realizaram uma ação no asilo Santa Helena, na região leste de JF, cercada de amor e carinho. O asilo abriga 160 idosos, entre homens e mulheres.Além dos participantes do OYIM, jovens de outras igrejas da cidade também se envolveram na atividade.

Jovens de Juiz de Fora levam amor e esperança para asilo / Foto: Yasmin Paião

“A gente quis aproveitar o dia dos pais para levar a estes idosos o que eles não recebem mais de suas famílias. Além disso, desenvolver com os jovens em missão uma ação missionária diferenciada”, conta o pastor Thales Vieira, coordenador do projeto Um ano em missão em Juiz de Fora.

A juventude passou a tarde de sábado no local, conversando com os idosos, cantando com eles e transmitindo carinho e afeto para todos os residentes do abrigo. Além disso, o grupo levou fraldas para os moradores da casa e livros da esperança.

Para o casal Arminda Sueli de Souza, 62, e Antônio Sinfrônio, 75, que se conheceram no asilo e estão juntos há 4 meses, o livro “Esperança para família” chamou muito a atenção. “O tema do livro é muito importante, as famílias estão muito distantes hoje em dia. Nós vamos ler juntos, já que somos namorados”, comenta Antônio.

“As famílias estão muito distantes hoje em dia” / Foto: Yasmin Paião

O ganho de uma ação como essa tem mão dupla: quem abençoa, também é abençoado! Para Matheus Felício Silva, que está dedicando um ano da sua vida em missão, “o sentimento de ver pessoas sorrindo e se sentido melhor através de um pequeno ato, uma pequena ação, é gratificante e enriquece a alma“, conta.

E para Benfica Cabral de Oliveira, 75, que já mora há uma década no abrigo, o que os jovens fizeram foi viver o evangelho na prática, além de alegrar o ambiente. Para ele, “conversar com as pessoas e receber carinho é algo que refresca a alma e traz felicidade“, afirma o idoso.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox