Notícias Adventistas

Igreja no Centro-Oeste prepara e envia missionários

Ao todo, 127 missionários do Centro-Oeste foram preparados para o projeto Um Ano em Missão de 2018. Serão 12 equipes no Brasil e duas no exterior

31 de janeiro de 2018

Ao todo, 127 jovens foram encaminhados para 14 cidades, sendo 12 delas brasileiras e duas no exterior

Planalmira, GO [ASN] No último sábado, cerca de 130 jovens foram consagrados para a missão, no Instituto Adventista Brasil Central (IABC). Durante todo o mês de janeiro, eles receberam treinamentos e capacitação para o trabalho em equipe que será realizado neste ano. O programa faz parte do Projeto Um Ano em Missão – OYiM (One Year in Mission), inaugurado no ano de 2013, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, por iniciativa da sede mundial da Igreja Adventista.

Esta será a sexta edição do projeto e, em toda a América do Sul, mais de 800 jovens estarão se deslocando de suas casas para cidades desconhecidas, dedicando um ano de sua vida para o trabalho missionário.

No Centro-Oeste

Eles passaram por um mês de treinamento no Instituto Adventista Brasil Central

Na região Centro-Oeste, 12 cidades serão atendidas pelos voluntários que estão divididos em 15 equipes. Mais duas cidades serão atendidas fora do Brasil, por equipes que foram devidamente preparadas para o trabalho missionário com outras culturas, sendo elas Cochabamba, na Bolívia e Assunção, no Paraguai.

“No ano passado nós tivemos uma experiência muito boa com uma equipe de missionários que foi enviada para São Tomé e Príncipe, na África. Este ano, vamos repetir a estratégia, agora enviando duas equipes. Uma para a Bolívia e outra para o Paraguai”, explica o pastor Joni Oliveira, líder Jovem para toda a região Centro-Oeste do Brasil.

“Não tenha medo de entregar a Deus tudo o que você tem. Se Ele te chamou, Ele vai te dar tudo o que você precisa”, disse Ítalo Vaz, missionário pelo segundo ano consecutivo.

O estudante Ítalo Cardoso Vaz, foi um dos selecionados para a equipe que passará um ano na Bolívia. Em seu segundo ano de missão, está confiante de que sua ida para o novo local já havia sido programada por Deus. Quando recebeu o convite para fazer parte do projeto por mais um ano, tinha certeza de que o pedido de trancamento de matrícula, pelo segundo ano consecutivo, seria negado.

“Esse não é um costume da Universidade e eles já haviam me falado que o período limite para trancar o curso era de um ano. Mas, mesmo assim, eu resolvi pedir e deixar nas mãos de Deus”, relembra.

Dias depois, o estudante foi surpreendido pela ligação da faculdade, que abriu uma exceção e permitiu que sua matrícula ficasse trancada por mais um ano. “Eu acho que ninguém deve ter medo de entregar tudo a Deus. Se Ele chamou, Ele dará tudo o que você precisa”, concluiu o jovem, após contar sua experiência.

Leia também:

Goiás recebe 27 missionários e envia 33 para o OYiM 2018

Aulas práticas

O jovens foram escolhidos das cinco regiões do Centro-Oeste brasileiro

Além da capacitação por meio aulas teóricas, o grupo recebeu diversas aulas práticas sobre como cuidar de uma igreja. O processo foi realizado na cidade de Anápolis, próximo ao local de treinamentos. “Nossos jovens ficaram responsáveis por cuidar de 14 igrejas com o objetivo de desenvolverem atividades que eles terão que fazer durante todo esse ano na missão, como estudos bíblicos, visitas missionárias, visitas a idosos, arrecadação de alimentos e outros. Isso deu a oportunidade de eles sentirem na prática o que é lidar com as pessoas”, enfatizou o pastor Mark Wallace, líder de Evangelismo para a região Centro-Oeste do Brasil.

O líder da Igreja Adventista para a mesma região, pastor Alijofran Brandão, reconhece que o projeto se encaixa perfeitamente na visão bíblica, divulgada e vivida pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. “Nesse tempo em que eles passaram em treinamento, foram desafiados a conhecerem mais profundamente a Jesus. A partir dessa amizade sincera com Cristo, isso vai aflorar na vida deles e alcançar outras pessoas. Nosso objetivo é que eles aprendam a conectar pessoas a Cristo, conectando essas pessoas à vida deles”, expressou Brandão. [Equipe ASN, Jenny Vieira/Fotos: Jessié Aias]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox