Notícias Adventistas

Fiéis e servidores adventistas realizam feira de saúde em Novo Hamburgo

Iniciativa voluntária faz parte dos planos para estabelecer nova igreja no bairro Pátria Nova.

20 de agosto de 2018

Exame de glicose foi oferecido durante o circuito.

Neste domingo (19), servidores da Igreja Adventista para o norte do Rio Grande do Sul e fiéis da Igreja Central de Novo Hamburgo se juntaram para a realização da Feira Vida e Saúde. As tendas foram montadas na Pista de Eventos José Eli Teles da Silveira, no bairro Pátria Nova. O circuito continha a apresentação dos oito remédios indispensáveis da natureza – ar puro, luz solar, água, exercícios físicos, repouso, equilíbrio, alimentação saudável e confiança em Deus –, além de exames gratuitos, como teste de glicemia, capacidade pulmonar, aferição de pressão e idade biológica.

Conforme explica o pastor Elieser Ramos, secretário-executivo e líder da área de Missão Global da Igreja Adventista para o norte do estado, a iniciativa faz parte de uma série de ações visando a difusão do evangelho na cidade. “Nós temos um sonho de ter uma igreja nesse bairro e o grupo do escritório se organizou voluntariamente para vir e a Igreja Central também fez a parceria para atender toda a comunidade, orientando e pesquisando sobre as necessidades e anseios das pessoas deste bairro”, detalha. As ações seguintes devem ser feitas baseadas nas opiniões e retorno do público participante.

Tendas foram montadas na Pista de Eventos José Eli Teles da Silveira, no bairro Pátria Nova.

O casal de aposentados, Marilena e Sérgio Zardo, passaram pelos atendimentos e elogiaram a ação. “Às vezes, a gente vai ao médico e não mede pressão, não vê glicose. Só entra, consulta, recebe o remédio e vai embora. Aqui a gente teve todo um cuidado que fez com que a gente descobrisse coisas que nem imaginávamos, como aquele exame da capacidade pulmonar. Nunca tinha feito”, ressalta Marilena.

“Eu achei maravilhoso o atendimento. Isso deveria ser [tarefa] do poder público, porque evitaria uma série de problemas, doenças e tudo o mais da população em si. Se gastaria muito menos”, opina Sérgio.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox