Notícias Adventistas

Estudantes de Florianópolis realizam missão rural no Sertão do Valongo

Alunos do Colégio Adventista de Florianópolis – Unidade Estreito ficaram 10 dias na zona rural da cidade de Porto Belo

Por Daniel Gonçalves 9 de julho de 2019

Não faltou animação para ajudar o próximo

Por 10 dias, alunos do Colégio Adventista de Florianópolis (Unidade Estreito) aceitaram o desafio de saírem da sala de aula para servir uma comunidade carente na cidade de Porto Belo. Os estudantes estiveram no Sertão do Valongo pintando casas, ensinando as crianças sobre Jesus de maneira lúdica, realizando uma semana de oração e visitando cada pessoa da região.

Local de escape dos escravos depois da abolição da escravatura (1888), a região ainda hoje conta com fortes traços de famílias negras que povoaram a área no passado. Lá também há uma igreja adventista forte e atuante. “É um privilégio receber um grupo tão especial de pessoas para nos ajudar a alcançar outros para Cristo. O jovem tem um talento único para criar conexões”, explica o Emerson Thomaz, pastor adventista da região. Além dos jovens, outros três adultos voluntários e os dois pastores do colégio acompanharam os estudantes nesta missão.

Para os moradores o trabalho foi relevante e várias pessoas visitaram as programações promovidas pelos missionários. Entretanto, as transformações aconteceram não apenas com os moradores, mas também com os próprios jovens. “Durante este ano tenho conversado muito com o pastor (da escola) sobre dúvidas bíblicas e todas elas têm sido esclarecidas. Por isso, aqui na missão decidi guardar pela primeira vez o sábado e ter uma alimentação de acordo com a Bíblia”, explica um dos voluntários.

“Desde que eu me converti eu sempre quis servir, nunca quis ser só mais uma ouvindo sermão na igreja. Eu pensava: ‘Meu Deus, eu preciso fazer alguma coisa.’ Essa foi a primeira vez que me senti servindo a Deus completamente”, comenta Amanda Coutinho, estudante.

A transformação que o trabalho voluntário proporcionou aos jovens foi notada pelo líder do grupo. “Mesmo sendo jovens, mesmo não possuindo recursos, apenas com um sorriso e boa vontade de servir, esses jovens impactaram a vida de muitas pessoas e foram impactados. É incrível como a missão nos transforma. Consigo ver mudança de pensamento e atitudes na vida dos alunos que talvez não aconteceria somente no ambiente de sala de aula. Foi uma experiência fantástica”, finaliza Tiago Rossendy, pastor escolar.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox