Notícias Adventistas

Em Porto Alegre, ações de jovens adventistas alcançam prefeito e surpreendem moradores

Envolvimento da juventude chamou a atenção em terras gaúchas

19 de março de 2018

Por Eduardo Teixeira

Novos amigos: Rosangela Barcellos e os jovens do bairro Camaquã

O sábado, 17 de março, amanheceu quente no Rio Grande do Sul, e com mais de seis mil representantes da juventude indo às igrejas adventistas de Torres até Chuí para celebrarem o Dia Mundial do Jovem Adventista.

Exemplo da extensão dessa comemoração foi visto em Santana do Livramento, fronteira do Brasil com o Uruguai, onde os jovens brasileiros se uniram aos uruguaios na Praça Internacional e distribuíram água, alimentos e impressos missionários.

Ação em Santana do Livramento

Na capital gaúcha, a movimentação também foi grande. Após o almoço, um grupo adventista foi ao bairro Hípica, juntamente com funcionários da Prefeitura. Enquanto estes ofereciam serviços comunitários, os membros da igreja distribuíam garrafas d’água e livros missionários.

A distribuição alcançou o prefeito, Nelson Marchezan Jr., que recebeu o livro O Poder da Esperança das mãos dos líderes jovens da região. Eles aproveitaram para explicar a comemoração do dia e também se colocaram à disposição para apoiar outras ações comunitárias da prefeitura de Porto Alegre.

Depois do contato com as autoridades, o pastor Vinícius Cardoso, líder do Ministério Jovem da Associação Sul-rio-grandense, foi até o calçadão do bairro Ipanema, na orla do rio Guaíba, e encontrou ali os representantes da igreja do bairro Camaquã, que se preparavam para entregar água, comida e folhetos de saúde.

Prefeito de Porto Alegre, Nelson Marquezan Jr., recebe livro missionário

Em meio a muitas pessoas esperando o pôr do sol, estava Rosangela Barcellos, sentada à sombra de uma das árvores. Ela observava atentamente o grupo que montava a mesa para colocar folhetos, abria as caixas com garrafas d’água e organizava as comidas para iniciar o percurso de entrega na orla.

Quando perguntaram se ela aceitava água, maçã e folhetos, pegou tudo com um grande sorriso que demonstrava a alegria da interação. “Ver esses jovens realizando esses atos solidários é ver o amor em movimento”, explicou com lágrimas nos olhos, Rosangela, que é terapeuta holística.

O desfecho desse sábado não poderia ser outro. Os que estavam na orla do Guaíba encerraram as atividades agradecendo em oração pela celebração de seu dia ao lado do Senhor. E quem fez questão de ficar em meio à roda que se abriu foi Rosangela. Ela ainda abraçou a todos após orarem, e ao chegar em casa adicionou os novos amigos em suas redes sociais e fez um relato emotivo desse encontro inusitado.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox