Notícias Adventistas

Discipuladores se adaptam à missão durante confinamento social

Adventistas usam a internet como meio para continuar estudos bíblicos

Por Daniel Gonçalves 26 de março de 2020

Estudos bíblicos estão sendo ministrados pela internet

Os Adventistas no centro sul de Santa Catarina (Associação Catarinense – AC) têm se envolvido na missão de pregar o evangelho. Atualmente são 2.132 membros dando estudos bíblicos para interessados. Eles fazem partes de vários seguimentos missionários, em especial do Amigos de Fé. “O projeto Amigos de Fé veio para ficar porque ele incentiva a formação de duplas de adventistas envolvidos ou experientes com aqueles que não estão tão comprometidos com a missão”, explica o pastor João Nicolau, líder do Ministério Pessoal – AC.

Mas você pode se perguntar: como estão as atividades missionárias neste período de confinamento social devido a pandemia do Covid-19 (Coronavírus)? “Estão acontecendo, graças a Deus”, salienta o pastor Nicolau. “Devido ao confinamento, as pessoas estão usando os meios virtuais para dar estudos bíblicos. É lindo ver que onde surge uma dificuldade, o crente cria uma alternativa”, complementa. Através de ligações diretas, Whatsapp e vídeo conferências os adventistas não têm parado de ensinar sobre a Bíblia.

É o caso de Rogério e Mônica Cortina. Adventistas da Igreja Central de Criciúma, o casal mantém uma classe bíblica há quatro anos. Ao descobrirem o decreto do governador para terem isolamento social na semana passada, eles resolveram a situação com uma vídeo conferência. “Tínhamos seis pessoas classe presencial. Neste domingo, via ferramenta online de reunião, tivemos as mesmas seis pessoas. Todas buscando saber mais sobre a Bíblia. Usamos até Slides para facilitar o ensino. Foi muito bom, conseguimos ensinar sobre Cristo”, explica Rogério.

Agora o casal terá um novo desafio: “Temos uma moça que estudando a Bíblia que morou fora do país. Ela é muito influente entre seus amigos. Agora ela formou uma classe bíblica online internacional, com pessoas da Espanha e Inglaterra e nós iremos a auxiliar nesse discipulado”, acrescenta Mônica Cortina. “Eu tive a ideia de mandar uns convites e pretendo levar a palavra de Deus através desses domingos de estudo bíblico”, comenta Keli Vicenti.

Já Eliana Barth teve uma situação diferente. Em meio a tantas opções tecnológicas, ela usou de uma ligação telefônica para passar o estudo bíblico. “Meu amigo de estudo não tem uma internet boa em casa, ficava falhando muito, por isso liguei para ele do método normal. Fiz as perguntas, estudamos juntos a Bíblia e oramos no final. Foi interessante que a gente se adapta ao que temos em mãos”, explica Eliana.

“A Missão não para, ela se adapta! A Missão não entra em quarentena”, conclui o pastor João Nicolau.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox