Notícias Adventistas

Depois de 12 dias de viagem, voluntários levantam igreja na Índia

A Índia foi o destino de missionários do Maranatha Brasil, organização especializada em levantar templos em tempo recorde ao redor do mundo.

9 de fevereiro de 2016
Voluntários do Maranatha Brasil com as pessoas beneficiadas na região: parceria para construir novos templos de adoração.

Voluntários do Maranatha Brasil com as pessoas beneficiadas na região: parceria para construir novos templos de adoração.

Mawlali, Índia … [ASN] A organização Maranatha Brasil, que tem como missão levar o evangelho a todo mundo com projeto de construção de igrejas com rapidez, vai até os mais diferentes países. Um grupo de voluntários aproveitou o mês de janeiro, durante as suas férias, para ir até a Índia e tornar realidade um sonho antigo na região.

Leia também:

A Índia é o segundo país mais populoso do mundo, o sétimo em área geográfica e a democracia mais populosa do mundo. É uma república composta por 28 estados, e é em um desses estados, estado de Meghalaya, ao norte da Índia, que um desses projetos realizados pela Maranatha aconteceu.

Um grupo de 13 pessoas de vários lugares do Brasil viajou por mais de dois dias para chegar até a cidade de Shillong (cerca de dois mil quilômetros da capital, Nova Dehli). A pequena cidade de Mawlali, que fica a 40 quilômetros de distância de Shillong, é onde havia necessidade de uma nova igreja. Os membros adventistas se reuniam todo sábado em uma casa, que já estava ficando pequena. Ao todo, são 17 adultos e 15 crianças, e número de pessoas que assistia aos cultos continuava crescendo. “No final desse mês de janeiro, com Deus a nossa frente, uma igreja foi construída, onde agora os irmãos podem melhor adorar a Deus”, lembra a voluntária Caroline Ross.

Para chegar a esse objetivo, os voluntários enfrentaram vários desafios, desde os financeiros até os de transporte, alimentação e clima. Devido à interdição de algumas estradas, o material para a construção da igreja estava impedido de entrar no estado. Foram 2.300 quilômetros percorridos em doze dias de viagem, desde a cidade de Solan até Mawlali. “Ao fim da missão, comecei a pensar sobre os quase 15 dias que passamos na Índia. Gratidão é um dos sentimentos que tomam o meu coração. Gratidão por essa experiência única de ter conhecido essas pessoas tão mansas e humildes de coração. Pude enxergar Jesus em cada sorriso, abraço e olhar. Quanta sinceridade!”, comenta Caroline. [Equipe ASN, da redação]

Veja outras imagens dessa missão na Índia:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox