Notícias Adventistas

Brumadinho e Paraguai recebe Missão Calebe

Instituto de Missões para o Estado do Rio Grande do Sul retoma suas atividades com duas Missões, uma em Brumadinho e outra na Colônia Yguazú no Paraguai.

Por Juliana Prado 10 de fevereiro de 2020

O Instituto de Missões (IM) para o Estado do Rio Grande do Sul, iniciou suas atividades, neste ano, com duas missões  de  14 a 31 de janeiro. Uma das missões foi em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais e outra em Colônia Yguazú, no Paraguai. Cada missão contou com cerca de 30 jovens e alunos da Rede Adventista de Educação do estado gaúcho, especialmente do Instituto Adventista Cruzeiro do Sul – IACS. Entre os trabalhos realizados, houve visitas à comunidade local, evangelismo e reformas de prédios, envolvendo consertos e pinturas.

A cidade escolhida para a Missão 2020, Brumadinho, é um município brasileiro da região sudeste do país que foi vítima  de um dos maiores desastres ecológicos  com rejeitos de mineração,  em 25 de janeiro de 2019.

O grupo de missionários dedicou 18 dias de férias para oferecer apoio emocional para várias pessoas. Realizaram  visitas às unidades de Pronto Atendimento, realizaram uma Escola Cristã de Férias que contou com a participação de 20 crianças. Visitaram o Lar dos Idosos Vicente Assunção, o Hospital Municipal de Brumadinho e 30 famílias também receberam apoio dos voluntários.

12 meses após o rompimento da barragem, a prefeitura local realizou uma homenagem num letreiro na cidade para os familiares que perderam alguém no desastre. Foi nessa ocasião que os voluntários do IM, entregaram cartas de solidariedade para 85 famílias que perderam algum parente na tragédia.  Houve também a   distribuição de 2 mil livros missionários.

Phelipe Brasil, professor do Instituto Adventista Cruzeiro do Sul- IACS, que liderava o grupo de Calebes, afirma que realizar esta missão, em particular, foi um desafio emocional. “Em Brumadinho, nós presenciamos muita dor. Todas as famílias que visitamos perderam alguém, seja amigo, colega de trabalho, ou parente. Foi um desafio para nós.”  Ele também explica que o clima da cidade era de muita tristeza, mas os missionários conseguiram levar um pouco de esperança. “Na cidade havia muita tristeza; ao visitar as pessoas nas casas, sentíamos o pesar delas. Mas Deus nos usou para falar do Seu amor e levar esperança.” explica Brasil.

Ao mesmo tempo,  a 1.640 km de distância, outro grupo de jovens também participou da Missão. Com um foco diferente, a Colônia Yguazú, no Paraguai, lar da cultura japonesa e dos artesãos, recebeu no Colégio Adventista Del Este Paraguayo – CADEP um grupo de voluntários animados para doar alguns dias de férias em prol de uma reforma.

Lá,  o grupo realizou ações de reforma no prédio infantil como limpeza, pintura das salas, da quadra principal e de toda a extensão do prédio. Também visitaram a comunidade entregando livros missionários e distribuindo cestas básicas para a população de baixa renda.

Para o pastor e coordenador do IM, André Prado, cada missão tem um objetivo, mas todas preparam os jovens e adolescentes para a vida real.

“Cada missão que fazemos é diferente uma da outra, são públicos diferentes, cada um com objetivo, tanto para os missionários que enviamos quanto para a comunidade que os recebe. Neste ano, Brumadinho teve um apelo emocional, lá as pessoas estava fragilizadas.  O grupo designado para esse lugar foi direcionado para proporcionar esse apoio emocional. Já no Paraguai, a pegada foi braçal. Os voluntários foram preparados para um trabalho mais dinâmico. Isso dá a oportunidade para eles verem outras realidades da  vida como ela é.”,- explica Prado.

Em Brumadinho os missionários visitaram várias Unidades de Pronto Atendimento- UPA.

Na Colônia Yguazú algumas cestas básicas foram distribuídas para a comunidade.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox