Notícias Adventistas

94 jovens dedicam um ano para projetos sociais e missionários pelo Sudeste

Eles aceitaram o chamado para a missão: deixaram pai, mãe e amigos e durante 2020 se dedicarão, exclusivamente, para projetos que irão atender as necessidades sociais e espirituais das comunidades.

Por Renata Paes 12 de fevereiro de 2020

Momentos de oração e consagração marcam o treinamento de jovens voluntários para Um Ano em Missão. Projeto começou a nível de América do Sul, desde 2014. (Foto: Renata Paes)

Salvar almas. Com essas duas palavras Isabelle Lorrana Libarino Ferreiro, de 18 anos, resume o chamado para participar da edição 2020 do projeto Um Ano em Missão, promovido na região Sudeste do Brasil. Ela está entre os 94 jovens que participam até sábado (15), do treinamento sediado no Centro Adventista de Treinamento (Catre), em Belo Horizonte, Minas Gerais.

“Deus me fez perceber que Ele é quem capacita para a missão”, diz Isabelle Lorrana. (Foto: Renata Paes)

Isabelle conta que o chamado de Deus para missão veio no momento em que buscava por resposta. A jovem é do Sul da Bahia, da cidade de Itabuna, nasceu e cresceu a Igreja Adventista. Porém, faz um ano que decidiu frequentar outra denominação religiosa.

“Eu fui para outra igreja porque na minha não tinha jovens. Quando surgiu esse chamado para o projeto, entendi que Deus estava me provando quais os planos dele para mim. Eu sou a filha mais nova e as pessoas questionaram minha mãe se ela me deixaria ir para outro lugar sozinha. Minha mãe me mandou dizer que eu sou mais de Deus do que dela”.

Proximidade com Cristo

Ao contrário de Isabella, em que os pais são adventistas, Stefanny Nayale Raimundo, de 28 anos, mora em um lar não adventista. Stefanny conta que diariamente enfrenta desafios para manter a comunião com Deus.

“Eu moro com minha mãe. Ela enfrenta problemas de alcoolismo, costuma por o som alto logo de manhã cedo, e eu tenho dificuldades de fazer minha meditação. É uma luta constante. Quero sair do conforto do meu lar para adquirir  hábito de acordar cedo e falar com Deus. Quero ter meus momentos com Ele”, compartilha Stefanny.

Foco na missão

Na manhã desta quarta (11), o treinamento foi dirigido pelo Líder de Jovens, Música e Universitários da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, pastor Carlos Campitelli. Ele enfatizou a ligação espiritual que cada jovem precisar ter com Deus para o cumprimento da missão.

“Devemos fazer o que Mateus capítulo 28 nos diz, ensinar, batizar, com foco integral na dedicação dos dons. O projeto Um Ano m Missão tem a Bíblia como fundamento, sendo estruturada nos pilares da comunhão, relacionamento e missão, ao usar o método de Jesus como base para o evangelismo eficaz”, reforçou.

Pr. Carlo Campitelli é um dos líderes jovens convidados para palestrar e motivar os  participantes do Um Ano em Missão, na região Sudeste. (Foto: Renta Paes).

Além do pastor Carlos Campitelli, outros palestrantes foram convidados pelo Líder de Jovens para Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, pastor José Venefrides, para estarem presentes, entre eles, pastor Iran Kalbermatter, presidente da União Sudeste Brasileira (USeB); o doutor em Teologia Pastoral e diretor da Faculdade Adventista da Bahia (FADBA), pastor Eber Liesse; e o pastor Emílio Mário Andrade Faye das Chagas.

Um Ano em Missão

Equipe de 94 jovens do projeto Um Ano em Missão, da Região Sudeste (Foto: Renata Paes)

O projeto, que na língua inglesa é conhecido como One Year in Mission (OYiM), incentiva o envolvimento de jovens adventistas na missão de evangelizar centros urbanos de oito países da América do Sul, ao unir talentos, recursos e conhecimento profissional para atender as necessidades da comunidade.

Para participar é necessário ser jovem adventista, batizado e ativo na igreja, ter entre 18 e 30 anos e ser comprometido com a missão de pregar o evangelho. Para mais informações, basta acessar o site do OYiM.

Confira aqui mais alguns dos momentos do treinamento

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox