Notícias Adventistas

Calebes realizam projetos sociais em Paraty

Calebes envolveram a comunidade em projetos sociais em Paraty.

4 de agosto de 2014

Rio de Janeiro, RJ [ASN] Entre os dias 5 a 26 de julho cerca de quinze calebes estiveram em Barra Grande, bairro da cidade de Paraty, com aproximadamente 1.500 habitantes. Durante o período, os calebes realizaram dois projetos sociais envolvendo a comunidade.

No sul do Rio de Janeiro foram realizados cinco pontos de calebes, com uma média de cem jovens que participaram entre meados de junho ao final de julho. O objetivo de reunir calebes nas férias do meio do ano, segundo Deusdete Soares, líder dos Jovens da Associação Rio Sul, era “prepará-los para o batismo da primavera e desenvolver os projetos missionários durante a Copa”.

O primeiro projeto realizado em Barra Grande foi o curso ‘Como deixar de fumar’. Diferente do cotidiano, onde o curso é realizado na igreja e os participantes vão até o local; desta vez os calebes foram às casas dos participantes e cada calebe adotou uma família para fazer o curso.

Calebes Paraty

Lucia Castro abraça Rosembergue feliz por abandonar o vício no terceiro dia do curso ‘Como deixar de fumar’.

Lucia Castro é uma senhora que passou por muitas igrejas evangélicas e por continuar a fumar, era discriminada pelos membros destas igrejas. Ela fumava cerca de três maços de cigarro por dia e para a surpresa dos calebes, no seu terceiro dia de curso, ela abandonou por completo o vício. E ela orou um dia pedindo ajuda a Deus: “Senhor, a igreja que me ajudar a parar de fumar, ali eu ficarei”. Lucia, sua filha e o genro estão se preparando para o batismo.

“A emoção de ver a Lucia deixando o cigarro para sempre foi fantástico”, conta emocionado o calebe Estevão Mamédio.

Horta Medicinal Comunitária

Rosembergue Belquior trabalha como obreiro bíblico na ARS, mas durante os calebes ele vestiu a camisa e uniu-se aos jovens para realizar o evangelismo. Ele trabalhou na área de saúde por mais de 3 anos. Sua experiência aconteceu na selva amazônica, a bordo da lancha Luzeiro 26, no Amazonas. Por ter feito o curso de médico missionário, conhecia muito bem as técnicas de uso e plantio de ervas medicinais.

Logo que chegou em Barra Grande, Rosembergue procurou o médico do posto, doutor Tercio Ribeiro, para oferecer o trabalho voluntário com os calebes. O médico gostou muito da ideia, pois é adepto à medicina natural e era seu sonho ter uma horta medicinal ali. “Eu procurava parcerias para fazer uma horta aqui no posto, e vocês estão realizando meu sonho”, finaliza Ribeiro.

Os calebes envolveram a comunidade local, pedindo de casa em casa garrafas descartáveis e mudas de plantas. Cerca de 37 mudas de ervas medicinais foram plantadas na Horta, como: boldo, insulina, erva doce, carqueija, erva cidreira e várias outras. Todo material necessário para a construção da horta foi custeado pela Prefeitura de Paraty. Os calebes deram maior visibilidade à Igreja Adventista no bairro através deste segundo projeto, da ‘Horta Medicinal Comunitária’.

Calebes Paraty

Calebes caminham quase 2km para levar as mudas até o Posto de Saúde.

Na sexta-feira (25/08) pela manhã os calebes foram até o posto e ali fizeram uma horta suspensa, o que chamou a atenção de pessoas que passavam no local. Desta iniciativa, veio o convite do secretário de saúde de Paraty, Anderson Maia dos Santos, que os calebes participem da I Feira de Saúde que acontecerá no final de agosto em Paraty. Nesta Feira, os calebes pretendem trabalhar os oito remédios naturais: ar puro, luz solar, água, repouso, temperança, nutrição, exercício físico e confiança em Deus. Além de verificação de pressão arterial, taxa de glicose e idade biológica.

Para Rosembergue Belquior, foram dias muito produtivos em Paraty. “Sair do esteriotipo de apenas oferecer o estudo bíblico, muitas vezes chama mais atenção de pessoas que nunca tiveram contato com a igreja. Os projetos comunitários vão mais longe do que podemos imaginar”, disse Belquior.

“A missão calebe tem mudado a vida dos nossos jovens”, comentou o pastor Deusdete Soares. Uma mãe me mandou a seguinte mensagem: “Pastor, este calebe mudou a vida da minha filha”, relatou Cristiane Castro, mãe da calebe Laís Castro.

O evangelismo na igreja aconteceu durante a última semana (19 a 26 de julho). A Igreja Adventista neste local tem uma média de 8 a 10 pessoas. Durante o evangelismo, cerca de dez pessoas visitaram a igreja todas as noites. “Como resultado da missão calebe, sete pessoas estão retornando e se preparando para o rebatismo e duas vão se batizar até a primavera”, finalizou Deusdete Soares.
[Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox