Notícias Adventistas

Adventistas são reconhecidos internacionalmente por ações ambientais

Dois adventistas do sétimo dia, Pelenise Alofa e Patrick Pikacha, receberam reconhecimento internacional por suas significativas realizações ambientais no Pacífico Sul.

Por Tracey Bridcutt 11 de outubro de 2021

Pelenise Alofa recebeu um prêmio da Commonwealth Points of Light. (Foto: Adventist Record)

Pelenise Alofa, de Quiribati, foi homenageada com um prêmio Commonwealth Points of Light pelo gabinete do Primeiro-Ministro do Reino Unido por seu trabalho ambiental. Especificamente com as comunidades para responder às mudanças climáticas e conscientizar sobre o assunto internacionalmente.

“Em 2008, eu comecei a defender o mundo para salvar o Quiribati e o Pacífico dos impactos das mudanças climáticas”, disse Alofa.

Leia também:

“Como cristãos, precisamos cuidar de nosso meio ambiente, dos recursos e das pessoas. Se o mundo não tem certeza sobre as mudanças climáticas, o que é mais importante é ajudar as pessoas a terem uma vida sustentável e feliz”, completa.

Histórico de envolvimento 

Originário de Fiji, Alofa estudou em seu país, na Escola Adventista de Vatuvonu e na Faculdade de Fulton. Ela frequentou a Universidade Adventista do Pacífico (PAU), em Papua-Nova Guiné, e a Universidade de Avondale, na Austrália. Também lecionou na PAU e trabalhou na Universidade do Pacífico Sul.

Por mais de 13 anos, Alofa dirigiu a Rede de Ação Climática de Quiribati, na condição de voluntária. A rede ajuda as comunidades a desenvolver e construir tanques de água potável e abrigos, e oferece treinamento vocacional para preparar melhor as pessoas para uma potencial migração em resposta ao aumento do nível do mar.  

“Eu fiquei surpresa de receber o prêmio Points of Light”, afirmou ela. “É uma grande honra para minha organização, família, país, e para minha igreja, especialmente para todas as pessoas que me ensinaram os valores cristãos”, ressalta.

O prêmio Points of Light reconhece voluntários individuais excepcionais – pessoas que estão mudando suas comunidades.

O Alto-Comissário britânico em Quiribati, George Edgar, parabenizou Alofa por seu prêmio, que, de acordo com ele, reconhece “seu trabalho para conscientizar sobre a ameaça existencial que a mudança climática representa para seu país”.

“Agradeço a Deus por ter vindo para Quiribati”, disse Alofa, que frequenta o templo adventista de Anrae. “Viver aqui ajudando meu povo me deu a maior satisfação. Receber sorrisos gratos é a melhor recompensa para qualquer pessoa. Oro todos os dias para que Deus resplandeça Sua face em mim para que eu possa trazer paz e alegria a todos aqueles que eu encontrar.”

Prêmio de conservação

O biólogo e professor Patrick Pikacha com sua esposa em uma viagem para a Baía Milne, Papua-Nova Guiné. (Foto: Adventist Record)

Já o ecologista de vertebrados e biólogo de campo Patrick Pikacha foi homenageado com o Prêmio de Liderança Nacional em Sustentabilidade e Conservação Ambiental pela Secretaria do Programa Ambiental Regional do Pacífico (SPREP).

Pikacha é professor acadêmico em Ecologia na Escola de Ciência e Tecnologia da PAU. Antes disso, ele foi professor-associado em Programas Internacionais da Escola de Ciências Biológicas da Universidade da Queensland, Austrália.

“Trabalho com organizações de conservação de comunidade há mais de 20 anos”, explicou Pikacha, que frequenta a congregação adventista inglesa de Koiari Park.

“Eu tenho paixão por iniciativas de gestão de recursos comunitários que ajudam a manter ecossistemas e serviços, enquanto atendem às necessidades dos seres humanos. Como você sabe, os melanésios (pessoas que nasceram na região de Nova Guiné e demais ilhas ocidentais no continente da Oceania) têm uma conexão inata com o local e a terra. Ainda assim, em nossas terras e paisagens marítimas, temos visto uma exploração insustentável de nossos recursos naturais”, comentou.

Pikacha disse que está honrado com o reconhecimento. “Como nativos do Pacífico que vivem em pequenas ilhas, a gestão dos recursos é assunto de todos”, afirmou. “Eu represento apenas uma fração das pessoas e organizações com a mesma mentalidade como os a Ecolofical Slutions Solomon Islands, que trabalha incansavelmente para garantir que nossos recursos naturais sejam administrados de forma sustentável nas Ilhas do Pacífico”, frisou.

O SPREP é uma organização regional estabelecida pelos governos e administrações do Pacífico, responsável por proteger e administrar o meio ambiente e os recursos naturais do Pacífico. Sua sede fica em Apia, Samoa.


A versão original desta história foi publicada pela Adventist Record.

Você também pode receber esse e outros conteúdos diretamente no seu dispositivo. Assine nosso canal no Telegram ou cadastre seu número via WhatsApp.

Quer conhecer mais sobre a Bíblia ou estudá-la com alguém? Clique aqui e comece agora mesmo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox