Notícias Adventistas

Liderança

Um legado de serviço e missão

Tradição do ancionato passada de pai para filho ressalta importância deste serviço voluntário para o trabalho da igreja.


  • Compartilhar:
Isaac (à esquerda) e seu pai Edvaldo (à direita) ambos líderes do ancionato na igreja. (Foto: Reprodução)

No sábado, dia 18 de junho, a Igreja Adventista do Sétimo Dia celebra o Dia do Ancionato, uma data que reconhece o valor deste serviço para a liderança da Igreja. Uma história expressa essa importância, com o ancionato sendo passado de pai para filho em uma jornada cheia de significados e aprendizagens, com um único proposito: servir.

A experiência de Isaac Oliveira Andrade, nascido e criado em lar adventista, revela o quanto a influência do pai, Edvaldo Andrade, já falecido e que foi líder na área de ancionato, mudou a sua vida.

Leia também:

“Meu contato com a igreja foi natural porque meus pais eram adventistas. Tudo aquilo que nós praticamos na igreja, desde pequeno, eu estava inserido nesse contexto. A minha experiência com Deus foi sendo construída e a importância do meu pai foi muito grande nessa caminhada”, declarou Isaac.

Edvaldo e seus dois filhos. (Foto: Reprodução)

O pai dele foi ancião na igreja, desde muito jovem, onde desenvolveu atividades importantes na liderança. “Eu pude observar o trabalho voluntário que ele fazia, e ele sempre me levava junto”, contou Isaac, reforçando o papel do pai no plantio de igrejas e nos movimentos missionários. 

Isaac conta que sua atuação missionária começou muito cedo, quando ia com seu pai dar estudos bíblicos a outras pessoas. Edvaldo falava de Jesus em cada oportunidade que tinha. Com a influência espiritual de seu pai, Isaac decidiu trilhar o mesmo caminho, exercendo o voluntariado na liderança do ancionato em sua igreja. “Meu objetivo é ser uma influência positiva na vida de outras pessoas, assim como eu tive uma influência positiva em todas as áreas e muito próxima de mim, que foi o meu pai, principalmente na liderança da igreja, para servir a outros que são também a minha segunda família”, disse.

Dos ensinamentos deixados por seu pai, dois marcaram profundamente sua vida. O primeiro ponto do legado foi o de servir a Deus; o segundo ponto foi sua motivação maior, que era ajudar a propagar o evangelho para que Cristo volte logo. “Nosso sonho é encontrá-lo muito em breve. Um sonho de toda a minha família é rever meu pai nas mansões celestiais. Isso se tornou uma motivação para atuar cada vez mais na igreja, desenvolvendo atividades missionárias para que esse encontro aconteça logo”, contou.

As palavras proferidas por seu pai nos sermões, estudos bíblicos e encontros missionários ficaram gravadas na memória de Isaac, mas uma lembrança que ele deixou para seu filho foi considerada a maior herança que ele poderia ter herdado: a palavra de Deus, uma Bíblia Missionária.  “Como líder no ancionato, eu não tinha uma Bíblia dessa, e ele deixou para mim tudo marcadinho, tem sermões inclusive que eu já fiz. Ele não poderia ter algo melhor para deixar: a principal herança, que é estar ao lado de Deus. Isso era muito marcante na vida dele e eu tenho buscado para mim o mesmo, dia após dia”, finalizou.

Isaac utiliza a bíblia que herdou do seu pai até hoje. (Foto: Reprodução)

Reconhecimento da atuação de homens e mulheres

Com a homenagem deste sábado, valorizando a atuação desses líderes voluntários que se envolvem na missão com a responsabilidade espiritual do pastoreio, o pastor José Wilson, diretor da Associação Ministerial da Igreja para Bahia e Sergipe, comentou a importância deste serviço.

“Incrível como Deus se manifesta na vida de nossos irmãos! São movidos pelo Espírito Santo para atuarem como líderes em nossas igrejas. Enquanto servem a Deus, estão fazendo novos discípulos, inclusive na própria família. Esse belo testemunho, de um filho que se tornou ancião pela influência de seu pai, que foi ancião, é um maravilhoso exemplo. Isso se estende a outros jovens que observam os anciãos de suas congregações. Deus está sempre fazendo novos discípulos através de Sua igreja. Glória a Ele por isso”, disse.

Conheça mais sobre a história de Isaac no vídeo abaixo: