Notícias Adventistas

Liberdade religiosa

Congresso de Liberdade Religiosa reúne três campos do Rio Grande do Sul no IACS

Houve a participação de pastores, líderes, advogados e interessados pelo tema


  • Compartilhar:

No último sábado (04) ocorreu o Congresso Regional de Liberdade Religiosa no IACS (Instituto Adventista Cruzeiro do Sul). A programação teve início às 9h com um culto e estudo da lição e no período da tarde palestras, sorteios e louvor, finalizando às 17h.

O congresso foi organizado por três campos do Sul do Brasil, ANSR (Associação Norte Sul-Rio-Grandense), ASR (Associação Sul-Rio-Grandense) e ACRS (Associação Central Sul-Rio-Grandense). Contou com a presença de membros, líderes, advogados e pastores de todo o estado, além da participação de interessados pelo tema de outras localidades.

O programa teve intuito de conscientizar as pessoas sobre o direito e respeito a liberdade religiosa de credo através de palestras e debates sobre o tema.

De acordo com o organizador do evento e líder de Educação, Comunicação e Liberdade Religiosa da ANSR, Jonas Nikolay, esse ministério tem como causa lutar e debater para que todos tenham liberdade para exercerem suas crenças e práticas em relação àquilo que acreditam.

Jonas Nikolay (Foto: divulgação)

Ele destaca que “no Brasil não temos sérios problemas com liberdade religiosa, e de regra esse direito é garantido por lei, mas sabemos que vai chegar um tempo que nós não a teremos mais”, enfatiza.

Jonas ainda complementa que “não é preciso concordar com o que cada religião pratica, mas que é preciso respeitar o direito de as pessoas praticarem suas crenças”.

Para Rubens Paulo Silva, líder de Educação e Liberdade Religiosa da USB (União Sul Brasileira), a ideia do encontro é “levantarmos a bandeira da aproximação da Igreja Adventista com o cumprimento da missão, independente de credos e denominações. Nós sabemos que o evangelho é para todos”, declara.

Rubens Paulo (Foto: divulgação)

Rubens ainda complementa que se fosse para destacar a importância e essência desse momento, destacaria em dois, sendo o primeiro deles, “o senso de urgência da volta de jesus; pois o tempo está no fim, então é hora de nós falarmos. E segundo, derrubarmos qualquer barreira que impeça a pregação do evangelho. Para que o evangelho que é atrativo e inclusivo possa chegar a todas as pessoas”.

Luiz Mario (Foto: divulgação)

O tema sobre Liberdade Religiosa é “muito importante, porque ele abre portas para levarmos a mensagem de esperança a todas as pessoas. Como Igreja Adventista do Sétimo Dia, nós temos uma visão inclusiva da liberdade religiosa que é, o respeito que eu quero, eu preciso oferecer ao outro, não importa quem seja”, encerra o pastor Luiz Mario de Souza, líder de Liberdade Religiosa da DSA (Divisão Sul-Americana).