Notícias Adventistas

Votado documento sobre competências ministeriais

As competências ministeriais foram desenvolvidas com a intenção de melhorar o trabalho dos pastores adventistas na América do Sul.

Por Felipe Lemos 11 de novembro de 2019

Documento votado vai auxiliar o trabalho dos pastores, conforme apontou o pastor Lucas Alves, secretário ministerial da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul. (Foto: Gustavo Leighton)

A atividade do pastor ganha um instrumento importante para ser ainda melhor desenvolvida no território atendido pela sede sul-americana adventista (Divisão Sul-Americana). Os delegados votaram e aprovaram durante o Concílio Anual documento que organiza e define as competências ministeriais. Segundo o pastor Lucas Alves, secretário ministerial da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul, a intenção do documento é deixar claro aos pastores o que se espera deles em relação a cinco áreas: relacionamento interpessoal, liderança cristã,  planejamento estratégico, desenvolvimento pessoal e foco na missão.

Leia também:

Em cada um destes segmentos, há os indicadores com a expectativa em relação ao trabalho pastoral de uma forma bastante prática. O documento foi desenvolvido após meses de diálogos e reuniões com líderes da área ministerial das sedes, presidentes de regiões administrativas adventistas conhecidas como campos e apoio técnico da área de Recursos Humanos da Divisão Sul-Americana.

Síntese das competências

Em resumo, as competências tratam de questões ligadas a como o pastor pode manter relacionamentos positivos e equilibrados com líderes e membros geral, bem como autoridades e comunidade. Quanto à área de liderança, a ideia do documento é promover uma visão discipuladora da igreja que motive os membros a se desenvolver em termos de aprendizagem, crescimento e serviço.

Foram enfatizados, ainda, no material das competências ministeriais o planejamento do trabalho de forma estruturada e organizada, a necessidade de desenvolvimento pessoal e do próprio ministério e uma visão clara de missão. O documento para os pastores define missão como “ter paixão por levar pessoas a Cristo, envolvendo e inspirando os membros da igreja a compartilhar o evangelho em seu dia a dia”.

Chamam a atenção no documento observações para que os pastores adventistas não negligenciem, a despeito do seu trabalho, tempo com a família, tempo de devoção individual com Deus e cuidados com a saúde mental e física.

Segundo o pastor Lucas Alves, a ideia é seguir um proceso de orientação, educação e preparo para execução desse programa. Por enquanto, a ênfase está na ideia e na direção do ministério, mas logo virá a etapa da implementação.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox