Notícias Adventistas

Anciãos no centro sul de SC se comprometem a pastorearem a igreja para o discipulado

Através de quatro passos, objetivo é ter anciãos pastoreando suas unidades de ação, membros envolvendo outras pessoas e por fim toda a igreja trabalhando na missão

370 anciãos e pastores estiverem presentes no CATRE, em Governador Celso Ramos

Por Daniel Gonçalves

Os índices da Igreja Adventista mostram que 70% dos membros estão inativos, consumindo a igreja, apenas por questão de sobrevivência. Como resultado o crescimento da igreja no Sul do Brasil é abaixo do ideal. Preocupada com isso e com objetivo de potencializar a mensagem do evangelho é que A União Sul Brasileira (IASD Sul do Brasil) esteve neste domingo, 15 de abril, reunida com pastores e anciãos da Associação Catarinense (IASD centro sul SC) para um encontro diferente.

O convite foi para os anciãos serem pastores em sua unidades de ação

Ao todo, 370 líderes foram motivados a terem uma experiência pastoral em sua área de atuação nas congregações. “Deus quer fazer uma mudança no coração de vocês para serem verdadeiros sacerdotes. O texto bíblico fala: ‘vão e façam discípulos em todos os lugares’ [Mateus 28:19]. A razão de toda a equipe da União Sul Brasileira e da Associação Catarinense estar aqui hoje é porque Deus quer que não apenas evangelizemos, mas discipulemos também”, comentou no início do programa o pastor Marlinton Lopes, presidente da USB.

Durante todo o dia pastores e líderes foram direcionados para um movimento de discipulado: O pastor atuando com os anciãos; já este ancião, que é um professor da Escola Sabatina, pastoreando sua unidade de ação; logo os membros dessas unidades se envolvendo com pessoas inativas; e por fim toda os membros da igreja buscando interessados para o reino de Deus. “Temos a promessa que, quando a maioria da igreja estiver envolvida na missão, Deus enviará o Espírito Santo para fazer o que parecia impossível, alcançar a todos”, acrescenta o pastor Marlinton.

Pastor Edvaldo explica como aumentou o envolvimento de seu distrito para 35%

O encontro foi dinâmico, onde constantemente os líderes discutiram ações para melhor alcançar as pessoas da igreja. Testemunhos também mostraram os resultados dos quatro passos propostos. Por exemplo, no distrito do Caminho Novo (Palhoça) havia apenas 15% de envolvimento dos membros na missão, mas neste ano o índice mudou. “Nós começamos a trabalhar melhor o Pequeno Grupo de Líderes, o PGL. A partir dele os anciãos entenderam que a igreja é eles. Eles são pastores nas suas unidades. Logo isso foi contagiando toda a igreja. Hoje temos 35% das pessoas do distrito envolvidas na missão, de um total de 470 membros”, testemunhou ao público o pastor Edvaldo Maciel, distrital.

Ao final do programa, o resultado era um só, anciãos compromissados na missão de serem pastores em suas unidades de ação, em suas congregações.

“Eu estou levando o compromisso de amar, salvar e ser salvo. Derramando o sangue de Cristo onde eu estiver”, Juarez, de Laguna.

“Hoje tem uma melhor compreensão dos meus deveres e ações no cumprimento da missão de Cristo”, Marcelo, de Tubarão.

“O que levo desse encontro é o desejo de resgatar as pessoas”, Ademir Lukz, de Balneário Camboriú.

“Eu percebi a importância de seguir os programas da igreja para assim chegarmos em nossos membros. Somos um elo de uma grande corrente que não pode falhar. Que a partir de agora, eu possa discipular melhor minha unidade da Escola Sabatina”, Artur Nascimento, de Joaçaba.

O pastor Marlinton Lopes, ao final, convocou os anciãos e pastores: “Temos que mexer dentro da igreja. Não basta 20% trazendo pessoas para Cristo. Precisamos da maioria mostrando o caráter de Deus. O universo está nos observando e Ele acredita na sua igreja. Agora é a hora de não apenas evangelizarmos, mas discipularmos ”, conclui o pastor Marlinton Lopes.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox