Notícias Adventistas

Sessão Especial da Conferência Geral será realizada em janeiro de 2022

Evento de um dia discutirá uma mudança constitucional para permitir participação virtual em assembleias mundiais

Por Adventist News Network e Adventist Review 26 de abril de 2021

Neste ano, Concílio da Primavera foi realizado de forma online devido à restrição de viagens (Foto: Reprodução)

Os membros da Comissão Diretiva da Associação Geral (GC EXCOM) da Igreja Adventista do Sétimo Dia, votaram a realização de uma Sessão Especial da Conferência Geral para 18 de janeiro de 2022.

A votação ocorreu no dia de abertura do Concílio da Primavera de 2021, em 13 de abril de 2021, em uma das duas reuniões anuais da sede mundial da denominação. O encontro deste ano ocorreu virtualmente devido à pandemia de covid-19.

Leia também:

A Sessão Especial da Conferência Geral de um dia, e com um item na agenda, que ocorrerá na sede mundial da Igreja em Silver Spring, Maryland, Estados Unidos, foi convocada com o único propósito de realizar uma emenda à Constituição da Associação Geral, permitindo que os delegados participem por meios digitais em uma futura Sessão da Conferência Geral, caso surjam circunstâncias imprevistas e inevitáveis.

Antes da votação, o secretário associado da Igreja Adventista, Hensley Moorooven, detalhou alguns dos fatores considerados na apresentação desta proposta aos membros da Comissão Diretiva da Associação Geral. Ele lembrou a seus ouvintes que a Constituição da Igreja estipula que as Sessões da Conferência Geral e todas as votações devem ocorrer pessoalmente e presencialmente.

Além disso, o artigo V, seção 1 da Constituição, afirma que o adiamento de uma Sessão da Conferência Geral não deve “exceder dois anos” além de uma data programada regularmente. Moorooven então explicou que emendas aos Regulamentos e Estatutos da Associação Geral só podem ser feitas pelos delegados em uma Sessão regular ou especial da Conferência Geral. Por isso, disse ele, a proposta dos líderes da Igreja permanece dentro da provisão apropriada dos Regulamentos e Estatutos da Associação Geral.

Alternativa diante da pandemia

Entre outros elementos tidos em consideração, os dirigentes procuraram tomar uma decisão que fosse benéfica para os delegados e que evitasse frustrações, ao mesmo tempo em que segue um caminho claramente pré-determinado. “Nosso objetivo era ser transparente em cada etapa do processo”, sublinhou Moorooven. “A proposta que trazemos hoje é a solução mais plausível”. Esta solução permite que os delegados participem da próxima Sessão da Conferência Geral, mesmo que não possam viajar fisicamente para St. Louis por causa do impacto da pandemia.

Como a pandemia continua a desafiar grandes reuniões e viagens, os administradores da Associação Geral, embora planejando uma sessão presencial da Conferência Geral entre os dias 6 e 11 de junho de 2022 em St. Louis, Missouri, sentiram que seria prudente trabalhar em uma solução alternativa.

Em 2020, uma reunião da Comissão Executiva já havia votado uma proposta de emenda à Constituição da Associação Geral, permitindo a participação virtual quando especificamente solicitada pela Comissão Diretiva. A emenda proposta, a ser votada pelos delegados da Sessão Especial da Conferência Geral, é a seguinte:

Artigo V. Seção 4. Geralmente, as Sessões da Conferência Geral, regulares ou especialmente convocadas, devem ser realizadas pessoalmente e presencialmente. No entanto, os delegados, quando solicitados pela Comissão Executiva da Associação Geral, podem participar por meio de uma conferência eletrônica ou semelhante, pela qual todas as pessoas participantes podem ouvir umas às outras ao mesmo tempo, sendo que a participação por tal meio deve constituir presença pessoal e comparecimento em tal reunião. Os votos emitidos remotamente terão a mesma validade dos votos presenciais, quando os delegados se reúnem e votam no local.

A Comissão Executiva ainda precisa tomar uma decisão, no momento apropriado, sobre se a Sessão da Conferência Geral seria realizada virtualmente, pessoalmente, ou um híbrido dos dois, a depender das circunstâncias.

Discussão global

Com base na autoridade concedida à Comissão, no Artigo V da Constituição, sobre a redução do número total de delegados para uma Sessão da Conferência Geral em razão de uma “grande crise dentro da Igreja ou no cenário internacional”, a Comissão Diretiva também votou a redução do número total de delegados regulares e gerais para 400 pessoas nesta reunião específica da Sessão Especial da Conferência Geral de janeiro.

Um elemento final na moção votada foi solicitar que todas as comissões executivas das 13 Divisões mundiais e das 137 uniões discutissem e votassem a emenda constitucional proposta e apresentassem um relatório à Secretaria da Associação Geral até 31 de agosto de 2021.

Durante a discussão, vários membros da Comissão Diretiva expressaram apoio à moção, observando como a pandemia mudou a forma como de trabalho da Igreja. O presidente da Hope Channel, Derek Morris, falou a favor da moção e disse: “Esta é uma excelente proposta e, na verdade, o que queremos fazer é incluir mais pessoas em vez de excluí-las. No ambiente em que nos encontramos, apoio totalmente esta proposta”.

Após a discussão, três moções foram aprovadas com o apoio da maioria.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox