Notícias Adventistas

Reforma de igrejas na Bahia e em Sergipe terá programa de acessibilidade

Por Heron Santana 3 de dezembro de 2018

O dia 3 de dezembro é lembrado como o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, data criada pela Organização das Nações Unidas.

No território da Bahia e de Sergipe, as igrejas que serão reformadas seguirão um padrão que incluirá um programa de acessibilidade, que será debatido com os distritos pastorais para criar a conscientização com o objetivo de atender pessoas portadoras de deficiência física. A informação é do diretor financeiro da União Leste Brasileira, Wilian Ferreira. A instituição é a sede administrativa dos adventistas baianos e sergipanos.

A declaração foi dada nesta segunda-feira, 3 de dezembro, quando é lembrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. A data foi criada em 14 de outubro de 1992, durante Assembleia Geral da Organização da Nações Unidas, em razão do Programa de Ação Mundial para as Pessoas com Deficiência, também criado pela ONU, no dia 3 de dezembro de 1982.

Wilian Ferreira quer conversar com distritos pastorais que tenham desejo de reformar igrejas para incluir programa de acessibilidade.

Para Wilian, as igrejas precisam ser mais inclusivas para atender a esta população, que representa mais de 12 milhões de pessoas no país, segundo dados do IBGE. “É preciso uma preocupação com a estrutura das igrejas, tanto as que já foram reformadas, quanto as que pretendem reformar, para incluir um programa de acessibilidade”, declarou.

O líder menciona a preocupação citando um exemplo que acompanhou, de um pai que fo conheceu a Igreja Adventista pela TV Novo Tempo e resolveu visitar uma congregação com a família. Chegando lá, teve dificuldade de acesso com a filha, em cadeira de rodas. “Foi um constrangimento. O pai não conseguiu sequer levar a filha ao banheiro”, observou.

Para Wilian, as igrejas precisam refletir e tomar uma atitude para oferecer acessibilidade para todas as pessoas. “O desejo é que as igrejas sejam cada vez mais acessíveis, com salas decentes, banheiros construídos com a preocupação de atender a todos. A acessibilidade é uma meta nossa, pensamos inclusive em calçadas da rua da igreja adaptadas para atender amigos com deficiência visual e portadores de necessidade de maneira geral”, declarou. .

Segundo o líder financeiro, a ideia será apresentada em conversas com os distritos pastorais que desejam reformar a igreja, de modo a garantir que as reformas sigam um padrão de projetos que assegurem a acessibilidade para todos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox