Notícias Adventistas

Nota oficial: ampliação da reabertura de igrejas no centro do RS

A lei gaúcha de distanciamento social controlado tem possibilitado a reabertura dos templos

Por Douglas Pessoa 15 de maio de 2020

Igrejas estão mobilizadas em cumprir as recomendações de saúde

Com a abertura governamental, a ACSR tem o prazer de anunciar a reabertura dos cultos presenciais em todo o território com as seguintes recomendações para continuarmos impedindo o avanço do coronavírus e da doença causa por ele (Covid-19).

Templos

– Com base no novo decreto de Distanciamento Social Controlado, a ACSR informa que irá se orientar sempre pela norma mais restritiva, que em alguns lugares será o decreto municipal e em outras a determinação estadual.

– A ACSR informa que os decretos municipais que são mais restritivos que a lei estadual devem ser seguidos pela igreja local. Nos lugares onde o decreto municipal tem regras mais flexíveis, a lei estadual deve ser a norma de orientação.

– É preciso ter muita atenção pois os decretos municiais que foram emitidos antes do decreto de Distanciamento Social Controlado ser publicado podem ter regras mais restritivas quanto ao funcionamento das igrejas e ainda podem estar em vigor. Por isso a ACSR recomenda que a igreja siga o decreto mais atualizado e restritivo.

– O primeiro passo após a autorização governamental para retomada dos cultos presenciais nas igrejas é a necessidade de uma limpeza completa do templo. Após isso, os cultos presenciais poderão ter início mantendo o respeito às recomendações de distanciamento social. Os frequentadores devem adentrar às igrejas usando máscaras de proteção e após lavar as mãos com sabão ou usar álcool em gel. Ao se acomodar, é preciso que o frequentador fique a dois metros de distância da pessoa mais próxima, inclusive de familiares. É preciso ressaltar que, conforme determinação estadual, o uso de máscaras é obrigatório.

Cultos

– O culto presencial terá duração de uma hora e quinze minutos (1h15) e, se necessário, será oferecido em várias sessões a cada sábado. Oficialmente as igrejas da ACSR retornaram aos cultos presenciais no dia 02 de maio de 2020. Todos os cultos têm sido iniciados com a apresentação do vídeo da DSA sobre as recomendações e orientações para os cultos.

– O local deve estar arejado e ventilado permitindo a circulação livre do ar. O templo também deve passar por higienização das áreas comuns (bancos, banheiros, púlpitos, corrimões, elevadores, portas e poltronas). O acesso ao templo fora do horário dos cultos não deve ser permitido. A igreja também deve recomendar que os frequentadores levem suas máscaras e fornecer esse acessório de proteção para quem não o possui (sendo que a sua utilização dentro do templo é obrigatória). A recomendação é para que pregadores e pessoas que forem falar ao microfone também usem máscaras. Crianças também estão permitidas de frequentar os cultos, mas é preciso estar atento para a norma municipal sobre a presença delas em lugares públicos.

– Ensaios, reuniões de grupos e agrupamentos (Desbravadores e Aventureiros) não serão permitidos.

– Pessoas que fazem parte dos grupos de risco (idosos e portadores de doenças crônicas) ou que tenham sintomas da Covid-19 não devem frequentar os cultos até novas orientações oficiais. Crianças e adolescentes estão liberados de acordo com as permissões dos decretos municipais. Sugere-se que pessoas que trabalham cotidianamente com idosos ou outros que estejam no grupo de risco acompanhem os cultos de maneira virtual até que haja novas orientações oficiais.

Recomendações

– Os fiéis e amigos da igreja devem ficar atentos aos meios de comunicação oficiais da IASD no centro do Rio Grande do Sul para novas informações e recomendações. Também é prudente que estejam atentos às informações dos veículos de mídia e procurem a assessoria de comunicação da ACSR sempre que surgirem dúvidas.

– Os pastores que lideram os 38 distritos do território estão à disposição para aconselhamento durante este período de retomada das atividades eclesiásticas. A igreja também deve estar mobilizada em ajudar famílias que estão passando por situação de falta de recursos alimentares ou precisando de amparo psicológico.

– A Igreja Adventista do Sétimo Dia também recomenda que as pessoas procurem seguir princípios de saúde para fortalecer o sistema imunológico contra esta e outras doenças que ameaçam o bem-estar e a comunhão do ser humano com Deus.

 

Att.

Assessoria de comunicação da Igreja Adventista do Sétimo Dia no centro do Rio Grande do Sul

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox