Notícias Adventistas

Nordeste do Maranhão ganha nova sede administrativa da Igreja Adventista

Escritório ampliará atendimento aos membros e potencializará atividades evangelísticas em municípios da região metropolitana da capital, São Luís, e em mais de 16 cidades do interior.

Por Agência Adventista Sul-Americana de Notícias, com informações de Suyane Scanssette 25 de outubro de 2019

Fachada do novo escritório da denominação no Estado (Foto: Bruno Mesquita)

A sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo para o Nordeste do Maranhão, Missão Nordeste Maranhense (MNeM), foi inaugurada nesta quinta-feira, 24. A solenidade reuniu líderes da denominação para a América do Sul, pastores, autoridades locais e membros. O escritório foi estabelecido na cidade de Paço do Lumiar, que faz parte da região metropolitana de São Luís.

O objetivo é conduzir de forma mais centralizada os trabalhos na localidade, que abrange os municípios da região metropolitana da capital, São Luís, e de outros 16 que ficam no interior, dentre elas a cidade de Barreirinhas, um dos principais portões de acesso ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

Leia também:

“Essa sede vai representar muito melhor a Igreja de Deus, que é forte, dinâmica, viva e moderna no Maranhão, pois o edifício representa isso muito bem. O que esperamos é que a represente uma estrutura cada vez mais próxima da igreja local com planos que atendam as suas necessidades”, enfatizou o presidente da denominação para oito países da América do Sul, pastor Erton Köhler. “Que tudo isso ajude a Igreja Adventista do Nordeste do Maranhão a crescer mais e melhor, e a preparar as pessoas dessa região para o reino dos céus.”

Tão grande quanto a geografia do Estado também será a administração da Igreja Adventista para o Nordeste Maranhense, que possui quase 48 mil adventistas em 543 congregações espalhadas pela região. O presidente da MNeM, pastor Samuel Bastos, explicou que o novo prédio representa o melhor para oferecer a Deus e para as igrejas locais, que serão atendidas para receber treinamento, capacitação e foco.

“Louvo a Deus por ver o Maranhão se multiplicando em termos de igreja, que quando cresce novos campos são criados para atender a demanda dos irmãos. Meu sentimento é de alegria e gratidão. Com o novo prédio, a perspectiva é intensificar os trabalhos em missão, treinamento e pregação do evangelho”, explicou Bastos.

Na solenidade de inauguração da Missão Nordeste Maranhense, da esquerda para a direita, pastores Fernando Lima, Samuel Bastos, Erton Köhler e Leonino Santiago (Foto: Divulgação).

O presidente da Igreja Adventista para o Pará, Amapá e Maranhão, pastor Leonino Santiago, informou que o Estado vem crescendo em números e no cumprimento da missão de pregação do evangelho. De acordo ele, a região Norte, que envolve os três Estados, possui mais de 320 mil adventistas, sendo que mais de 180 mil estão no Maranhão.

“São 327 pastores que trabalham em sete campos [regiões administrativas]. Temos ainda duas grandes instituições, que é a faculdade e o hospital adventista. Portanto, é a igreja trabalhando na área da pregação do evangelho, na área de saúde e assistência social e também na educação. Essa nova sede só fortalece todas essas áreas de trabalho, pois é gente cuidando de gente”, enfatizou.

Multiplicação

O pastor Fernando Lima, presidente da sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a região Centro-Norte do Maranhão, lembrou do processo de divisão do território, no final de 2018. Ele pontuou três ações fundamentais para concretização da Missão Nordeste Maranhense. “Em primeiro lugar, [foi] Deus que abriu as portas. Destacamos ainda o compromisso dos pastores em aceitar o novo desafio de ver a Igreja crescer e se multiplicar, e a fidelidade dos irmãos, que são comprometidos com a missão”, declarou.

A Mnem, que iniciou suas atividades oficialmente em janeiro de 2019, contabiliza o envolvimento de 20 mil jovens que prestam serviços voluntários às comunidades através do projeto Missão Calebe; distribuição de 250 mil livros missionários de ajuda às famílias; mais de 1.600 alunos na Rede Adventista de Educação, e mais de 7 mil pessoas que aceitaram a Jesus por meio do batismo.

A dona de casa Leni Coelho da Silva, que é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Alto Pirâmide, situada no município de Raposa, estava muito emocionada durante a solenidade de inauguração da sede. Adventista há 19 anos, ela contou que viu a primeira região administrativa nascer, a antiga Missão Maranhense (hoje Associação Maranhense – AMa).

“Deus nos escolheu para ser seus representantes na Terra e ver hoje uma terceira sede administrativa no Maranhão me deixa muito feliz. De lá para cá a missão cresceu, se desenvolveu, está muito bonita a sede e tudo isso é maravilhoso. Louvado seja Deus!”, disse entusiasmada.

Mais crescimento

Após a solenidade, os pastores e líderes da Igreja Adventista para outra inauguração: a do templo de Chácara Brasil. Ainda em 2018, simultaneamente ao projeto de criação de um novo território administrativo, o projeto desse templo fez parte do plano para atingir os bairros sem presença Adventista. Assim, uma comissão da Igreja recomendou a implantação de duas congregações: uma pertencente à região administrada pela AMa e outra pela MNeM.

A igreja passou a funcionar na região do Turu, um bairro da capital maranhense fundado há mais de 30 anos e que não tinha uma comunidade adventista. Ali já congregam mais de 65 membros nos cultos regulares aos sábados e domingos.

Confira a galeria de fotos da inauguração da MNeM:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox