Notícias Adventistas

Nomeada nova diretora sul-americana do Ministério da Mulher

Um dos desafios da área é intensificar a motivação para que a mulher adventista (maioria na Igreja) se envolva nos projetos missionários.

21 de agosto de 2015
Marli atuava, desde outubro do ano passado, como líder do Ministério da Criança e do Adolescente

Marli atuava, desde outubro do ano passado, como líder do Ministério da Criança e do Adolescente

Brasília, DF … [ASN] A Comissão Diretiva da Igreja Adventista em oito países sul-americanos nomeou nesta sexta-feira, dia 21, Marli Peyerl, como nova diretora do Ministério da Mulher da Igreja na região. Ela substitui a professora Wiliane Marroni que acompanhará o pastor Almir Marroni, recém-nomeado diretor mundial do Ministério de Publicações, na sede mundial adventista, nos Estados Unidos. Marli também assume a Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM), departamento responsável por atender, orientar e motivar especialmente esposas de pastores e obreiros.

Marli, nascida em Santa Catarina, é casada com o pastor Ueslei Peyerl, atualmente secretário-associado da Igreja Adventista em oito países sul-americanos e possui duas filhas. É formada em Educação Artística – com habilitação em Música. Até essa nomeação, ocupava a função de diretora do Ministério da Criança e do Adolescente para a Igreja na região Centro-Oeste do Brasil. Ela, no entanto, já trabalhou como líder do Ministério da Mulher nos estados do Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

“Ainda estou assimilando a notícia, mas, falando de expectativas, algo que penso é que precisamos trabalhar para que as mulheres cuidem da sua família, dos filhos e que cumpram com a sua missão espiritual aqui nesse mundo. Não estamos aqui por acaso, mas Deus tem um propósito”, comenta a nova líder.

Importância estratégica

O Ministério da Mulher foi instituído pela Igreja Adventista em 1898, ano em que MS Henry foi nomeada a primeira líder da área. No mundo, calcula-se que quase 60% dos membros da Igreja sejam mulheres enquanto, na América do Sul, essa percentagem chegue a mais ou menos esse índice também. Diante desse quadro, a Igreja Adventista mantém o Ministério da Mulher como uma frente para motivação, capacitação e incentivo específico para que as mulheres desenvolvam seus talentos e habilidades por diferentes meios para cumprir com a missão da Igreja de levar a mensagem bíblica ao maior número possível de pessoas e fazer discípulos para essa função. O departamento não tem qualquer relação com movimentos feministas.

Sob a coordenação do Ministério da Mulher estão, por exemplo, projetos como o movimento dos 10 Dias de Oração e Jejum, Quebrando o Silêncio e a própria área de Recepção, responsável por definir estratégias sobre como melhor atender a pessoas que se dirigem até os cultos realizados nas congregações adventistas. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox