Notícias Adventistas

Mogi das Cruzes (SP) conta com mais uma Igreja Adventista inaugurada

Só este ano já foram inaugurados cinco templos adventistas na região do Alto Tietê e Vale do Paraíba

14 de outubro de 2016
024b4807

Inaugurada Igreja Adventista no Jardim São Pedro, em Mogi das Cruzes, SP. Igreja foi construída em 10 meses (Fotos: Mairon Hothon)

Mogi das Cruzes, SP… [ASN] Ele se destaca na comunidade local pela beleza, tamanho e forma. Quem olha de longe chega a pensar que é uma nova escola ou mesmo uma agência bancária ou ainda uma loja, mas o prédio arquitetado em um designer moderno na verdade é mais um templo da Igreja Adventista. Inaugurada no último sábado (08), a igreja de Jardim São Pedro, em Mogi das Cruzes (SP) chama a atenção não apenas pela beleza, mas pelo tempo recorde com que foi construído.

Na tarde do sábado, fiéis, vizinhos e líderes religiosos estiveram presentes para a cerimônia de inauguração do templo que foi construído em apenas 10 meses. Emocionados, os fiéis fizeram uma oração antes de cortar a fita vermelha e poder entrar para conhecer as dependências do prédio. Nas palavras iniciais, o presidente da Igreja Adventista, pastor Ronaldo de Oliveira, enfatizou o principal objetivo do prédio.

024b4959

Presidente da Igreja Adventista, pastor Ronaldo de Oliveira, enfatiza a importância de sermos uma igreja viva dentro e fora do templo.

“Esta é uma casa de oração de todos os povos e em momento algum pode ser um fim em si mesma. A beleza do prédio e a alegria pela inauguração precisa ser um incentivo maior para fazermos deste espaço um lugar de celebração por todas as bênçãos que proporcionamos fora dele. Aqui será o lugar de cultos e agradecimentos a Deus das vezes que conseguimos fazer a diferença na vida das pessoas que ainda não conhecem esse lugar. Que possamos ser Jesus para as pessoas”, ressalta.

O prédio construído em tempo recorde custou cerca de $700 mil distribuídos em um espaço de 300m² com auditório, sala de apoio, sala para as crianças, banheiros e galeria. O tesoureiro da instituição, profº Matheus Munhoz, destaca que o prédio foi levantado num tempo tão recorde devido a união dos fiéis com a administração religiosa.

“Normalmente para se construir uma igreja, os fiéis locais entram com a metade do valor mais o terreno e a Associação ajuda com a equipe de construção, blocos, telhas e a parte de serralheria. O diferencial daqui foi o esforço conjunto dos adventistas em ajudar na obra de alguma maneira, não apenas na questão financeira, mas estrutural e espiritual. Quando uma igreja se une para construir seu templo, o propósito missionário já começa alinhado”, destaca.

024b4979

O mestre de obras Emílio Santos decidiu se rebatizar na própria Igreja que ajudou a construir

Durante a programação que contou com orações, louvores, estudo da Bíblia e agradecimentos aos que contribuíram, o batismo do pedreiro da construção foi um dos momentos mais marcantes. Emílio Santos já havia sido adventista há muitos anos atrás, mas acabou se afastando do convívio evangélico. Após receber o convite para fazer parte da equipe de construção do templo, decidiu não construir o prédio, mas reconstruir sua vida.

“Todo dia quando eu vinha trabalhar uma voz me falava pra eu voltar, sentiu saudade de quando fazia parte da fé cristã. Conversei muito com alguns amigos da obra e após receber novamente o estudo bíblico, decidi eu e minha esposa voltarmos para a Igreja, para daqui não sair mais. Estou numa felicidade só de poder ter construído a igreja onde estou me batizando”, finaliza. [Equipe ASN, Mairon Hothon]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox