Notícias Adventistas

Jogo de tabuleiro fortalece identidade e história do adventismo

Jogo de tabuleiro evidencia a importância histórica do adventismo e vem da Austrália. Criador tenta viabilizar produto para chegar a mais pessoas.

Por Maryellen Fairfax, Adventist Record 22 de julho de 2019

Jogo de tabuleiro promete desafiar participantes em relação a conhecimentos sobre a origem do adventismo. Foto: Adventist Record

Se você já sonhou em jogar um jogo de tabuleiro com temática adventista, então, seu sonho pode se tornar realidade na época do Natal deste ano. É que o coordenador de eventos da Associação de New South Wales (Austrália), Kyle Morrison, criou um jogo de tabuleiro especialmente formulado em torno da identidade e história do adventismo. Ele chamou este jogo de “GoYe” (Ide).

O jogo une o estilo de jogo estratégico com a história, a identidade e a missão do adventismo. “Este jogo tem o potencial de transformar o futuro das reuniões sociais de sábado à noite”, ele disse. “É realmente divertido e faz com que você continue adivinhando até a contagem final”, afirma Morrison.

Leia também:

Gamificação

O material tem presente o conceito da gamificação. A estratégia do jogo consiste em propagar as boas-novas do evangelho ao mundo todo. Isso se dá por meio de um mapa que aponta 58 associações e 10 divisões (regiões administrativas). E que ajuda, também, a acumular pontos ETM (Envolvimento Total dos Membros). O acúmulo de ponto se dá ao investir recursos em viagens missionárias, dons espirituais, igrejas e escritórios. Quando cada associação tiver uma igreja, a segunda vinda de Jesus encerra o jogo. E ganha o participante que tiver acumulado mais pontos ETM.

“A ideia é arrecadar recursos, ir trabalhar, frequentar a igreja e as reuniões de oração. Cada coisa é uma analogia de outra coisa, feita intencionalmente para se assemelhar à Igreja Adventista na vida real”. A elaboração do jogo exigiu pouco mais de três anos de Kyle Morrison, com a ajuda de alguns de seus amigos.

“Os jovens adultos adventistas elaboraram esse jogo dirigido a jovens e adolescentes, porém já participaram do jogo crianças de sete anos e também adultos com 67. O nível de estratégia envolvido é, no entanto, mais divertido para a faixa etária dos 13 anos em diante”, conforme afirma o idealizador. Para Kyle Morrison, o propósito do jogo é emocionar os adventistas com a ideia de se envolverem no trabalho da igreja. “Se uma criança cresce jogando este jogo, terá em mente que assistir às reuniões de oração ou servir aos outros agrega valor à sua fé cristã”, acrescenta.

Desafio da viabilidade

Jean Tiran, gerente da Adventist Media Commercial, jogou este jogo com Morrison e disse que ele é muito divertido. “Ele é altamente competitivo – em essência, é um jogo muito bom. Porém, ele também inclui citações dos livros de Ellen White em cada uma de suas cartas. Isso faz com que você possa discutir questões religiosas durante o jogo”, comenta.

Kyle Morrison participou de uma das maiores feiras de jogos do mundo realizada em Hong Kong em fevereiro de 201. O objetivo foi o de encontrar materiais e recursos humanos da mais alta qualidade para seu jogo. Atualmente, ele está nas últimas etapas de conseguir um contrato com um fabricante para a produção desse jogo. E destaca enfaticamente que, sem financiamento e os serviços de um fabricante, o jogo não poderá chegar aos lares adventistas a tempo para o Natal.

“A única forma de obter esse jogo é fazendo um compromisso de doação através da Kickstarter”, disse Morrison. “Se a campanha não tiver êxito, simplesmente o jogo não será produzido”.  Além da produção do GoYe, Kyle Morrison é apresentador do podcast Adventist on Fire, em que entrevista personalidades adventistas notáveis. Ele planeja lançar, ainda, no futuro próximo, um jogo de cartas chamado “Catch Canaan”, baseado no tema das 12 tribos de Israel.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox