Notícias Adventistas

Igrejas se adaptam para receber fiéis após flexibilização da quarentena em SC

Maioria das congregações no centro sul de Santa Catarina reabriu suas portas seguindo as orientações do governo e da sede sul-americana adventista.

Por Daniel Gonçalves 25 de abril de 2020

Retorno aos cultos foi de alegria, apesar da limitações estabelecidas (Foto: Divulgação)

O sábado foi de celebração nos templos adventistas no centro sul de Santa Catarina. As congregações foram reabertas para os cultos de adoração a Deus depois de mais de um mês fechadas devido à pandemia da Covid-19. O governo do Estado autorizou na semana passada a realizações de cultos, desde que as denominações sigam algumas diretrizes, as quais foram adotadas pela Igreja Adventista

As principais orientações foram: uso máximo de 30% da capacidade do templo para os cultos; uso de máscaras; distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas; álcool gel disponível na entrada; janelas abertas; e grupos de risco não presentes neste primeiro momento. “Nos preparamos, orientamos os pastores. Ficamos felizes porque as igrejas se adaptaram e conseguiram contornar qualquer dificuldade”, explica o pastor Apolo Abrascio, presidente da denominação para a localidade.

Leia também:

As soluções foram criativas, como a realização de mais de um culto por dia e a marcação dos bancos para manter a distância de 1,5 metro por pessoa. “Aqui na nossa igreja nós tivemos três cultos, separando os fiéis pelas classes da Escola Sabatina. Todos evitando contato físico, mas amando retornar à casa de Deus”, explica Jessé Anastácio, pastor da Igreja Adventista Central de Florianópolis.

“Tivemos dois cultos na sede do distrito, além de transmitir pelo YouTube. Algumas pessoas ainda ficaram receosas para visitarem a igreja, mas preparamos tudo para evitar o contágio do vírus. Todos os presentes estavam muito felizes por retornarem aos cultos”, acrescenta Antônio Mendes, pastor em Itajaí.

Regresso

A reabertura dos templos também resultou na presença de visitantes. “Estive central de Palhoça e percebi a presença de pessoas nos visitando pela primeira vez. Por isso, incentivamos nossas congregações a informarem os horários de cultos e confirmarem a reabertura dos cultos na frente de cada uma delas. Deus despertou muitas pessoas nesses dias de angústia”, ressalta o pastor Paulo Lopes, secretário-executivo da Igreja para a região.

Confira mais fotos na galeria a seguir:

A expectativa é que aos poucos mais membros retornem nos próximos cultos. “É diferente não ter aquele calor do contato físico entre os irmãos, mas foi muito válido estar com parte deles novamente. Orar juntos, cantar com a congregação foi uma benção”, explica Jorge Rosa, pastor em Araranguá. Para atender as pessoas do grupo de risco, a sede administrativa tem dado continuidade aos cultos ao vivo pelas redes sociais.

“Foi uma ótima experiência hoje. Colocamos o pé na água e o mar está se abrindo para receber as pessoas em nossas igrejas”, conclui Abrascio. Na semana passada, a sede sul-americana adventista divulgou um documento com orientações sobre como e onde deve ocorrer a reabertura dos templos, sempre seguindo as recomendações legais dos Estados e municípios, e adotando medidas preventivas. Todas eles estão disponíveis aqui. Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox